Lula chora em velório de Luiz Gushiken

Mais cedo, ex-presidente disse que ex-ministro foi “vítima das mentiras de parte da imprensa”

O ex-presidente Lula chorou neste sábado (14) durante o velório do ex-ministro Luiz Gushiken, que morreu ontem à noite, aos 63 anos. Mais cedo ele, em evento do PT, Lula disse que “Gushiken foi uma das vítimas das mentiras de uma parte da imprensa desse país”. O sepultamento de Gushiken aconteceria às 16h no cemitério do Redentor, na zona oeste de São Paulo, onde também o corpo é velado.

Em 2006, a Procuradoria Geral da República acusou Gushiken de peculato no caso do mensalão. Mas no ano passado, o mesmo órgão pediu sua absolvição. O Supremo Tribunal Federal absolveu o petista. O PT fez uma homenagem a Gushiken hoje, na qual Lula fez um discurso. “Sei o que ele sofreu com as infâmias irresponsáveis", disse Lula. “A imprensa que o perseguiu devia ter vergonha na cara e publicar uma manchete pedindo desculpas quando ele foi inocentado. O jornalista canalha que o acusou devia pedir desculpas.”

Gushiken morreu de câncer. De acordo com o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), o julgamento do mensalão contribuiu para enfraquecer o petista.

Hoje, o ex-ministro José Dirceu publicou um texto em seu site afirmando que acusação contra Gushiken foi “uma das maiores injustiças” do mensalão. Segundo Dirceu, que foi condenado a 10 anos de prisão por formação de quadrilha e corrupção ativa, o falecido foi denunciado "sem respeito à presunção da inocência”. E continuou: “Como todos nós".

Dirceu esteve presente no velório, assim como a presidente Dilma Rousseff.

Mais sobre PT

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!