Acusado de corrupção, líder do governo entrega o cargo na Câmara Legislativa

Deputado Julio César (PRB) foi citado nas denúncias feitas pela ex-vice-presidente da Casa, Liliane Roriz (PTB), e preferiu sair para se "dedicar à sua defesa"

O líder do governo na Câmara Legislativa, deputado Julio César (PRB), entregou o cargo nesta segunda-feira (22). O parlamentar foi citado nas denúncias de corrupção apresentadas pela ex-vice-presidente da Casa, Liliane Roriz (PTB).

Em nota, Julio Cesar afirmou que teve o nome "citado por terceiros de forma infundada" e sai da liderança do governo para "se dedicar à sua defesa, para que possa continuar honrando seu mandato e contribuindo para o crescimento e desenvolvimento do DF".

O favorito para assumir a liderança do governo é o deputado Rodrigo Delmasso (PTN), que transita bem pelos blocos e grupos da Casa.

Julio César foi citado em uma conversa entre Liliane Roriz e o então secretário-geral da Câmara Legislativa, Valério Neves. No áudio, Valério diz que o distrital Cristiano Araújo (PSD) conseguiu o “negócio” das UTIs. Segundo Valério, o “negócio” de Cristiano poderia render “no mínimo 5% e no máximo 10, em torno de 7%”.

“Quem sabe disso são só os cinco membros da Mesa e o Cristiano”, acrescenta Valério. Fazem parte da Mesa Diretora Bispo Renato Andrade (PR), Júlio César (PRB), Raimundo Ribeiro (PPS) e Celina Leão.

Cristiano Araújo, por sua vez, repudiou veementemente a denúncia. O distrital afirmou que age sempre de forma "republicana" e que está com a "consciência tranquila". Colocou-se ainda à disposição para colaborar com quaisquer investigações sobre as denúncias. Para ele, "as denúncias são uma falta de respeito com a sociedade e indicam que o governo está tentando desqualificar o trabalho da CPI da Saúde (que investiga desvios na Secretaria de Saúde)".

Em defesa do governo, o deputado Roosevelt Vilela (PSB) nega qualquer tipo de interferência do governador Rodrigo Rollemberg em relação as denúncias. O deputado salientou ainda que à época das gravações divulgadas, dezembro de 2015, os parlamentares mencionados inclusive faziam parte base de governo.

Procurado pelo Congresso em Foco para comentar a saída de Julio César, o governo informou que "a decisão de renunciar ao cargo partiu do próprio deputado". Afirmou, ainda, que respeita a decisão do parlamentar e que ainda estuda um nome para assumir a liderança do governo.

Veja a íntegra da nota do deputado Julio César:

"O deputado Julio Cesar comunica que entregou o cargo de líder de governo na CLDF ao governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg. Na semana passada o nome do parlamentar foi citado por terceiros de forma infundada. Nesse momento, o distrital irá se dedicar a sua defesa, para que possa continuar honrando seu mandato e contribuindo para o crescimento e desenvolvimento do DF."

Veja a íntegra da nota do Governo do Distrito Federal:

"O governo de Brasília informa que a decisão de renunciar ao cargo de líder do governo na CLDF partiu do próprio deputado Júlio César na última sexta-feira. O governo respeita a decisão do parlamentar, agradece o trabalho desenvolvido pelo deputado como líder do governo na Casa e informa que ainda estuda um nome para assumir a liderança do governo."

Mais sobre o Distrito Federal

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!