Leilão vai ocorrer mesmo com um interessado, diz Lobão

Ministro das Minas e Energia confirmou a realização da disputa pelo campo de Libra para a segunda-feira. Ações na Justiça pedem cancelamento do pregão, mas até agora governo levou a melhor em todas

Independentemente do número de interessados, o leilão do Campo de Libra será realizado na próxima segunda-feira (21), disse hoje (19) o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Até o momento, o governo contabiliza 23 ações judiciais contrárias, das quais 14 foram derrubadas pela Advocacia-Geral da União (AGU). As demais estão sendo analisadas.

Segundo Lobão, nove grupos já depositaram a garantia para participar do leilão. “Como [o valor depositado] não é pequeno, supõem-se que eles estejam interessados. O importante é que haja participantes, seja um ou mais.”

Este será o primeiro leilão a ser feito no modelo de partilha, que terá a Petrobras como única operadora e com a participação mínima de 30% do consórcio vencedor. “Não estamos privatizando o petróleo do pré-sal, mas nos apropriando dele, porque debaixo do mar, deitado em berço esplêndido, essa riqueza de nada nos servirá", disse Lobão.

“Só em Libra, algo em torno de R$ 270 bilhões serão destinados às áreas de saúde e educação. Ao longo da exploração, que deve durar 35 anos, R$ 370 bilhões virão com a apropriação do petróleo [pela União]”, acrescentou.

Outros textos sobre royalties

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!