Juiz aceita denúncia de Lula contra comentarista da TV Cultura

Ex-presidente acusa o historiador Marco Antonio Villa de calúnia, injúria e difamação por comentário em telejornal. Na ocasião, Villa chamou o petista de "chefe da quadrilha", "chefe do petrolão" e organizador de "todos os esquemas de corrupção"

O juiz André Carvalho e Silva de Almeida, da 30ª Vara Criminal da Justiça de São Paulo, aceitou a ação movida pelo ex-presidente Lula contra o historiador Marco Antonio Villa, comentarista da TV Cultura. Lula acusa Villa de cometer os crimes de calúnia, injúria e difamação em comentário feito na TV Cultura em 20 de julho.

Naquele dia, no Jornal da Cultura 2ª edição, o comentarista disse que o ex-presidente "mente, mente", que é "culpado de tráfico de influência internacional", além de "réu oculto do mensalão", "chefe do petrolão", "chefe da quadrilha" e teria organizado "todos os esquemas de corrupção". "Quem está dizendo sou eu, Marco Antonio Villa", acrescentou o historiador.

“Essas afirmações foram emitidas sem qualquer elemento que pudesse respaldá-las”, diz a queixa-crime apresentada em setembro pela defesa do ex-presidente e acolhida pela Justiça Estadual no último dia 25.

No dia 19, Lula e Villa compareceram a uma audiência de conciliação, mas não houve acordo. O comentarista não se retratou e o ex-presidente não retirou a denúncia.

O Congresso em Foco não conseguiu localizar Marco Antonio Villa. Doutor em História Social, Villa é professor aposentado da Universidade Federal de São Carlos. Ele também é comentarista da Rádio Jovem Pan.

Mais sobre Lula

Continuar lendo