Jornais destacam trajetória do líder negro Nelson Mandela

Ex-presidente da África do Sul passou 27 anos na cadeia por combater o racismo do apartheid

CORREIO BRAZILIENSE

O último herói da liberdade

Nelson Mandela

1918 - 2013

"Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor da pele, pela origem ou pela religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar"

 

No Congresso em Foco: Mandela morre aos 95 anos

 

O GLOBO

Mais quatro mensaleiros na cadeia

O presidente do Supremo, ministro Joaquim Barbosa, determinou ontem a prisão de mais quatro condenados pelo mensalão. Dois deles se apresentaram horas depois no presídio da Papuda — o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) e o ex-deputado Bispo Rodrigues (PR-RJ) — e dois em unidades da Polícia Federal em Brasília — Pedro Corrêa (PP-PE) e o ex-dirigente do Banco Rural Vinicius Samarane. Valdemar renunciou ao mandato pela segunda vez em oito anos. A primeira foi em 2005, quando estourou o escândalo do mensalão, mas ele conseguiu se reeleger no ano seguinte. Agora, perdeu os direitos políticos até 2029, devido à Lei da Ficha Limpa. Sobre a prisão do delator do mensalão, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), Barbosa ainda analisa laudo médico.

Dirceu desiste de emprego em hotel

José Dirceu desistiu do emprego de gerente de hotel. Ele, Delúbio e Genoino receberam oferta para trabalhar na cooperativa Sonho de Liberdade, de ex-presidiários.

Justiça lenta livra ex-deputado

Na Câmara, aula de falta de decoro

O conciliador: Nelson Mandela (1918-2013)

Primeiro presidente negro da África do Sul, ele se tornou símbolo da luta contra a apartheid e liderou a transformação de seu país numa democracia "multirracial, após amargar 27 anos na prisão.

Editorial: “Exemplo de conciliação para a África e o mundo.”

Estádio de abertura da Copa só ficará pronto dois meses antes

Joseph Blatter anuncia mais atraso na obra do Itaquerão e diz que, à Fifa, só resta ‘rezar a Deus e a Alá' para que não haja mais imprevistos.

 

FOLHA DE S.PAULO

Morre Mandela, 95, líder da luta contra o apartheid

Principal símbolo mundial da luta contra a segregação racial, Nelson Mandela morreu em Johannesburgo, na África do Sul

Clóvis Rossi

Seu governo foi caso de copo meio cheio, meio vazio

John Carlin

Comportamento era coerente com valores defendidos

Mais 4 condenados no mensalão são presos

Após ordem do STF, deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) renuncia ao cargo

Banco Central manterá em 2014 ação para segurar o dólar

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, anunciou que continuará a ofertar a moeda norte-americana ao mercado em 2014. O anúncio surtiu efeito, e o dólar comercial fechou com queda de 1,25%, a R$ 2,36

Dirceu desiste de trabalhar como gerente em hotel do DF

Preso para cumprir pena do mensalão, o ex-ministro José Dirceu desistiu de trabalhar como gerente no hotel Saint Peter, em Brasília, com salário de R$ 20 mil

Parlamentares trocam ofensas diante de crianças

Mesmo diante de uma galeria repleta com estudantes de uma escola do Mato Grosso, dois deputados trocaram insultos pelos microfones que incluíram termos como "vagabundo" e "filho da puta". O primeiro brigão, Sebastião Bala Rocha (SDD-AP), subiu o tom da discussão quando Arlindo Chinaglia (PT-SP), líder do governo, o provocou com uma insinuação sobre sua prisão em uma operação da Polícia Federal em 2004.

"Só tenho a dizer uma coisa: graças à minha formação nunca fui algemado na minha vida", discursou Chinaglia, que manifestava contrariedade pelo fato de Bala Rocha ter impedido a votação de um projeto sobre a exploração ilegal de ouro. "Eu fui injustiçado, seu porra! Seu filho da puta", disparou Bala Rocha no microfone. O áudio foi cortado.

Ajuda divina

Joseph Blatter, presidente da Fifa, afirmou que o Itaquerão só ficará pronto em abril e que pede a 'Deus e a Alá' que não ocorram acidentes em arenas

 

O ESTADO DE S. PAULO

Mais quatro são presos no mensalão; Costa Neto renuncia

O STF mandou prender mais quatro condenados no mensalão: o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), os ex-deputados Pedro Corrêa e Bispo Rodrigues e o ex-vice-presidente do Banco Rural Vinicius Samarane. Todos estão desde ontem sob custódia da PF. Valdemar Costa Neto renunciou ao mandato logo após ter prisão decretada. Em 2005, ele também renunciou para não ser cassado pelo mesmo escândalo. Com as decisões de ontem, já são 16 as ordens de prisão expedidas pelo presidente do STF, Joaquim Barbosa, no mensalão. Em novembro, foram presos 11 condenados, entre eles o ex-ministro José Dirceu e o ex-deputado José Genoino. Nos próximos dias, devem ser definidas as prisões do deputado federal Pedro Henry (PP-MT) e do ex-deputado Roberto Jefferson, delator do escândalo.

Dirceu desiste de ser gerente de hotel

Condenado a cumprir pena em regime semiaberto, José Dirceu desistiu da proposta de emprego no Hotel Saint Peter, em Brasília. Com carteira de trabalho assinada, ele receberia R$ 20 mil mensais e passaria o dia fora do presídio da Papuda. Em nota, advogados atribuíram a decisão a “linchamento midiático instalado contra o ex-ministro e a empresa que lhe ofereceu trabalho". Dirceu pediu à Justiça autorização para atualizar seu blog na cadeia.

Dilma cobra explicações sobre crise no Tesouro

A revolta do corpo técnico do Tesouro com a condução da política fiscal comandada pelo secretário Arno Augustin foi tratada ontem pela presidente Dilma Rousseff e o ministro da Fazenda, Guido Mantega. As resistências na equipe do Tesouro desencadearam uma operação para abafar a repercussão negativa do vazamento da crise interna. Dilma mostrou incômodo com o fato de ter sido informada sobre a revolta no Tesouro por meio do Broadcast, o serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

Aumento de juros perto do fim

Para analistas, o BC indicou na ata do Copom que o ciclo de aumento da taxa básica de juros está perto do fim. Eles esperam só mais dois aumentos.

Morre o símbolo do combate ao ódio

Nelson Mandela

1918 -2013

Nelson Mandela morreu ontem, aos 95 anos, na África do Sul. Maior símbolo da luta antiapartheid, ele passou 27 anos preso, ganhou o Nobel da Paz e foi o 1º presidente negro de seu país.

Um terço da população já foi vítima de crime no País

Pesquisa nacional sobre violência revela que um em cada três brasileiros já sofreu agressão, discriminação, ofensa sexual, roubo, furto, sequestro ou se envolveu em acidente. Nos últimos 12 meses, uma em cada cinco pessoas foi vítima de ação criminosa. Apesar dos números, apenas 19,9% das vítimas foram à polícia. A baixa confiança é uma das causas apontadas.

Máfia do ISS obteve propinas em 410 obras

Uma contabilidade paralela da máfia do ISS apreendida pelo Ministério Público Estadual aponta que em apenas 16 meses os 4 auditores fiscais acusados de integrar o esquema arrecadaram R$ 29 milhões em propinas pagas por 410 empreendimentos concluídos entre junho de 2010 e outubro de 2011 na capital paulista. (Págs. 1 e Metrópole A20)

Fóruns Estadão Regiões: Região Norte

Com o equivalente a 60% do território nacional, a Amazônia atrai grandes projetos. Mas questões ambientais, indígenas e sociais precisam ser resolvidas.

Fernando Gabeira: de trás não vem ninguém

O ano que entra, com Copa e eleições, é um desses anos em que o “nunca fomos tão felizes” do discurso oficial é posto contra a parede.

Washington Novaes: exemplos admiráveis

O que deve sugerir o Conselho Participativo Municipal, que analisará áreas como planejamento e fiscalização e gastos com moradia e saúde?

Milton Hatoum: o país das torres medonhas

Sentimos horror à memória urbana. Casas e edifícios históricos estão sendo destruídos; somos impotentes diante da avidez de construtoras.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!