Jornais: Censo do IBGE mostra Brasil menos católico e ainda mais evangélico

Número absoluto de católicos caiu pela primeira vez na história. Papa Bento XVI vem ao Brasil no ano que vem, motram os jornais deste sábado

O GLOBO

Censo do IBGE: Brasil é menos católico e ainda mais evangélico

O Brasil, com frequência apontado como maior país católico do mundo, registrou pela primeira vez na história dos Censos do IBGE queda no número absoluto de pessoas que se declaram assim. Nas décadas anteriores, o instituto já registrava uma diminuição proporcional, mas isso acontecia porque eles cresciam em ritmo menor do que outros, perdendo, portanto, espaço relativo no total da população. Desta vez, no entanto, houve diminuição de 1,6 milhão de fiéis de 2000 para 2010. No mesmo período, evangélicos aumentaram em 16 milhões, de 15% para 22%. Os sem religião também ganharam mais espaço: de 7,4% para 8%. Apesar da queda, católicos ainda são o grupo predominante no país, com 65% do total. No Rio, no entanto, pela primeira vez eles aparecem com menos de 50% da população do estado.

No Rio, menos da metade da população se declara católica

A manicure Indiara Carvalho Rocha, de 31 anos, é médium umbandista e não abre mão da proteção de Ogum, Iansã e Oxalá. O auxiliar de escritório João Laenio do Nascimento, de 34, é evangélico da Universal do Reino de Deus, frequenta a Catedral da Fé, na Zona Norte, e é leitor aplicado da Bíblia. Se fossem se deixar levar pela rivalidade religiosa, os dois provavelmente seriam inimigos. Só que se apaixonaram e estão juntos há dez meses. O casal é exemplo da pluralidade religiosa do estado, onde, na Região Metropolitana, apenas dois municípios, Rio e Niterói, têm mais da metade de sua população católica - do total de 19 municípios da região, em 11 os evangélicos superam os católicos.

No total do estado, pela primeira vez, o Censo registra que católicos são menos de 50%, tendo caído de 56% para 46%.

Segundo José Eustáquio Alves, professor da Escola Nacional de Ciências Estatísticas (Ence/IBGE), a Região Metropolitana do Rio tem sido espécie de criadora de tendências religiosas no país.

- Um estudo que fizemos mostra que a região está em torno de 20 a 30 anos à frente do país. O que ocorre nela acaba ocorrendo no país depois.

Igreja Universal perdeu 228 mil fiéis na década

Apesar do crescimento evangélico que o país viveu na última década, a Igreja Universal do Reino de Deus foi, entre as grandes evangélicas, a que mais perdeu fiéis (queda de 11% em relação a 2000). A igreja, que nos anos 1990 deu um salto de 269 mil para 2,1 milhões de fiéis, perdeu 228 mil na última década.

A redução de suas fileiras se deveu, em grande parte, a uma dissidência que sofreu, com a vinda da Igreja Mundial do Poder de Deus nos anos 1990, criada pelo ex-integrante da Iurd Valdemiro Santiago.

No Censo de 2010, o IBGE precisou criar um código para a Mundial, que, no levantamento de 2000, ainda não tinha expressividade suficiente para ser contabilizada. Hoje, ela conta 315 mil fiéis declarados ao Censo, mais de quatro mil templos no país, e outros 250 no exterior. A Assembleia de Deus foi a igreja evangélica que registrou maior crescimento.

Neopentecostais crescem com nova classe média

O crescimento das neopentecostais também vem junto com outro fenômeno, a chamada nova classe média.

- A pentecostal mais tradicional, a Assembleia de Deus, é anticonsumo, tem uma teologia da austeridade. Já muitas neopentecostais têm uma teologia da prosperidade, então podem ir ao anseio dessa nova classe econômica - afirma Romero Jacob.

Edin Abumanssur, da PUC-SP, destaca que a Assembleia de Deus, a pentecostal que mais cresceu, é na verdade um grupo amplo:

- Completou 100 anos no Brasil em 2010, com muita exposição na mídia e patrimônio fragmentado, sem dono da marca.

Em relação à redução da Universal, Ricardo Mariano, da PUC-RS, afirma que é provável que os fiéis da Universal tenham sido absorvidos pela nova igreja:

- Dois são os motivos para a perda de fiéis da Universal. O apelo imediatista, de promessas rápidas, acaba não permitindo compromisso a longo prazo. Outro motivo é a perda de seguidores para seu próprio clone.

PT oficializa hoje nome de Haddad

O PT oficializa hoje à tarde a candidatura do ex-ministro da Educação Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo. A convenção também vai formalizar as coligações com o PC do B, PSB e PP, de Paulo Maluf. Os comunistas indicarão a vice da chapa, a presidente estadual da legenda, Nádia Campeão, ex-secretária de Esporte da prefeitura na gestão Marta Suplicy (2001-2004).

O evento será simples, pois o O PT deu caráter de lançamento da candidatura no encontro do partido realizado no dia 2 de junho. Tanto que o ex-presidente Lula, responsável por viabilizar a indicação de Haddad, não deve comparecer no evento de hoje.

Ontem, a senadora petista Marta Suplicy deu mostras de sua insatisfação ao ser perguntada se participará da campanha de Haddad.

Mensalão do DEM tem 37 denunciados

O Ministério Público denunciou 37 acusados de participar do mensalão do DEM, esquema de desvio de recursos do governo do DF. O STJ livrou o deputado José Nobre Guimarães (PT-CE) de envolvimento no episódio do “dólar na cueca”, protagonizado por um assessor.

TST divulga salários na internet

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) se tornou ontem a primeira corte do país a divulgar na internet o salário de todos os seus servidores. Os dados incluem gratificações, auxílios e descontos com o pagamento do imposto de renda e da contribuição para a previdência social. O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou ontem à noite apenas os salários dos 11 ministros. O maior vencimento é de R$ 29.662,67, mas com descontos o valor é reduzido. O salário líquido mais alto da Corte neste mês foi o do ministro Luiz Fux, R$ 20.130.

O TST é composto atualmente por 24 ministros, que recebem subsídio de R$ 25.386,97. Das 2.477 pessoas que trabalham no tribunal, há sete analistas judiciários com uma "remuneração paradigma" (que inclui salário e mais algumas gratificações) variando entre R$ 11.017,80 e R$ 11.156,95. Mas quando são incluídos outros pagamentos a que têm direito, seus vencimentos brutos vão de R$ 25.692 a R$ 26.180,79. A lista, com os vencimentos de maio, está na página do órgão na internet.

Segundo a assessoria do TST, a divulgação dos salários cumpre o determinado em regulamentação assinada em 19 de maio pelo presidente do tribunal, o ministro João Oreste Dalazen. Três dias antes, havia entrado em vigor a Lei de Acesso à Informação, que permite o acesso dos cidadãos aos documentos públicos. Em 4 de junho, o Órgão Especial do TST aprovou uma resolução administrativa referendando a regulamentação. Essa resolução criou também o Serviço de Informações ao Cidadão (SIC).

MP pode ainda tentar impugnar contas-sujas

No Rio, em 2010, 949 candidatos tiveram a contabilidade de campanha rejeitada pelo TRE

A decisão do Tribunal Superior Eleitoral de liberar o registro dos chamados "contas-sujas" não impede que os casos graves sejam impugnados mais adiante. Essa é a opinião do presidente dos Colegiados dos Tribunais Regionais Eleitorais, o desembargador Marco Villas Boas.

- Penso que o tribunal pendeu para o controle de constitucional da resolução. De toda forma isso não impede que nos prazos para impugnação o Ministério Público questione o registro das candidaturas por prestação de contas irregulares - afirmou.

De acordo com o desembargador, o MP pode pedir impugnação dos registros até 13 de julho. Villas Boas ponderou, no entanto, os prós e contras da decisão.

Europa ajuda bancos e bolsas disparam

Para salvar o euro, a Alemanha cedeu e a Europa aprovou o socorro a bancos e a compra de títulos da dívida de países como Espanha e Itália. Com a decisão, as bolsas subiram até 6,5%.

Venezuela é impedida de retaliar Paraguai

A Venezuela, que batia à porta do Mercosul desde 2004, conseguiu ser admitida após a suspensão do Paraguai, que impedia o acesso do país. O governo Chávez, no entanto, foi impedido de cortar o diesel do Paraguai, como anunciara, por pressão dos demais presidentes em Mendoza, na Argentina. Dilma ameaçou fazer a Petrobras fornecer o combustível se não houvesse recuo. Para analistas, a Venezuela fragiliza o bloco.

Jorge Bastos Moreno

Nunca vi coisa igual na política: todos que apostaram contra Gilberto Kassab perderam.

 

FOLHA DE S. PAULO

Mercosul aproveita ausência do Paraguai e inclui Venezuela

Aproveitando a ausência do Paraguai, suspenso do bloco desde o afastamento de Fernando Lugo, o Mercosul aprovou a adesão plena da Venezuela, quinta economia da América Latina.

O Parlamento paraguaio era o único que ainda não havia ratificado a entrada da Venezuela no bloco, o que impossibilitava o ingresso do país comandado por Hugo Chávez no grupo.

PT foi vítima de preconceito em São Paulo, diz Haddad

Escolhido para tentar devolver o poder ao PT em São Paulo, Fernando Haddad, 49, diz a Bernardo Mello Franco que o partido sofreu preconceito nas duas vezes em que esteve na prefeitura. Ele acusou José Serra de não se interessar pelos problemas da Cidade.

Vitória de Kassab no Supremo fortalece partidos governistas

A vitória do PSD de Gilberto Kassab na Justiça vai beneficiar nas eleições de outubro muito mais os partidos da base de Dilma Rousseff do que a oposição ao governo.

Apesar de em São Paulo ser o principal aliado na candidatura de José Serra (PSDB), o PSD de Kassab firmou parcerias eleitorais com siglas governistas em 66% das 119 maiores cidades do país (com mais de 150 mil eleitores). O exemplo de São Paulo, com o PSD alinhado à oposição, só deve se repetir em 20% das grandes cidades.

Criado em 2011, o PSD é a novidade no cenário político nacional. Sob o comando do prefeito de São Paulo, o partido conseguiu se erguer a tempo da disputa de outubro e, anteontem, obteve no Supremo Tribunal Federal o direito a espaço na propaganda eleitoral e financiamento público proporcionais ao tamanho da bancada que abocanhou de outras legendas, em especial o DEM.

Só de recursos públicos do fundo partidário, o PSD vai ampliar de R$ 40 mil para cerca de R$ 1 milhão o que recebe mensalmente.

Já o DEM, antiga sigla de Kassab e a mais prejudicada com a criação do PSD, terá um desfalque de cerca de R$ 500 mil por mês.

Freixo e Kfouri são multados por propaganda antecipada

A Justiça Eleitoral do Rio condenou o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), candidato à Prefeitura do Rio, e o jornalista Juca Kfouri ao pagamento de R$ 5.000 por propaganda eleitoral antecipada durante entrevista realizada em abril, na ESPN.

A ação, proposta pelo deputado federal Otávio Leite (PSDB), também na disputa pelo cargo, argumenta que a entrevista foi usada para enaltecer Freixo.

Em sua decisão, o juiz Marcello Rubioli afirmou que Freixo teve "enaltecidas qualidades pessoais" e que Kfouri, que é colunista da Folha, diz que seria um sonho ver o deputado participando da Copa do Mundo, em 2014, "em clara alusão à sua eleição ao cargo de prefeito".

Número de católicos cai no país pela 1ª vez

Após décadas perdendo espaço no Brasil, o catolicismo assistiu no começo deste século à primeira redução no seu número de fiéis no país.

Segundo dados do Censo, a religião perdeu 1,7 milhão de adeptos entre 2000 e 2010. Com o recuo, o número de católicos no país chegou a 123,3 milhões -64,6% da população. Até 1970, essa proporção superava os 90%.

O movimento foi acompanhado pela expansão das religiões evangélicas, que atraíram 16,1 milhões de fiéis em dez anos e hoje somam 42,3 milhões (22,2% da população). Os grupos de sem-religião e espíritas também tiveram crescimento, embora tenham peso menor no cenário nacional (8% e 2%).

Dentre as religiões evangélicas, as que tiveram maior expansão foram as de origem pentecostal, como Assembleia de Deus e Evangelho Quadrangular. As chamadas religiões evangélicas de missão, como a adventista, a luterana e a batista, registraram oscilações menores.

Assembleia de Deus atrai 3,9 milhões de novos evangélicos

Os templos da Assembleia de Deus atraíram 3,9 milhões dos 16 milhões de novos evangélicos identificados no Censo 2010.

Com pouco mais de 8 milhões de fiéis em 2000, a Assembleia somou 12,3 milhões de pessoas em 2010.

"O número é maior que o registrado pelo IBGE. A Assembleia de Deus reúne atualmente 16 milhões de pessoas", estima o bispo e deputado federal Manoel Ferreira (PTB-RJ), um dos líderes da vertente evangélica.

O IBGE admite que a contagem pode ser maior.

Na pesquisa, o recenseador fazia só uma pergunta ao morador (sem listar opções): "Qual é a sua religião ou culto?" Respostas genéricas foram classificadas como "evangélica não determinada", que somou 9,2 milhões de pessoas.

Helio Schuartsman: País caminha para um feito raro, que é o de mudar a religião hegemônica

Dados do IBGE mostram que a proporção de católicos no Brasil continuou caindo entre 2000 e 2010 e que, pela primeira vez, verificou-se também uma redução em seu número absoluto. Isso tudo era mais ou menos esperado. A questão que intriga os especialistas é saber se há ou não um fundo do poço, um piso abaixo do qual os católicos não despencam.

E uma análise dos números de 2010 sugere que não. No ainda inédito artigo acadêmico "A dinâmica das filiações religiosas no Brasil entre 2000 e 2010", os demógrafos José Eustáquio Diniz Alves, Luiz Felipe Walter Barros e Suzana Cavenaghi mostram que a população evangélica tem proporcionalmente mais mulheres e jovens, e menos idosos. Isso significa que apenas pelo efeito da inércia demográfica, ou seja, mesmo que não houvesse novas conversões, o rebanho evangélico já cresceria mais do que o católico.

Em marcha, a transformação da demografia religiosa do país

O Censo confirma as tendências de mudança radical da demografia religiosa nas últimas décadas: queda da hegemonia católica, avanço vertiginoso dos evangélicos e diversificação religiosa.

Liderada pela Renovação Carismática e apoiada na criação de redes de TV e no evangelismo midiático, a reação católica à expansão pentecostal fracassou.

O inchaço da categoria "evangélica não determinada" reduziu artificialmente o crescimento pentecostal. Mostra limitações do Censo, mas também pode estar sinalizando a expansão da privatização religiosa nesse grupo, situação em que o crente mantém a identidade religiosa e a crença, mas opta por fazê-lo fora de instituições.

Tal privatização resultaria da massiva difusão do individualismo, da crescente busca de autonomia em relação aos poderes eclesiásticos, à imposição de moralidades tradicionalistas, aos elevados custos do compromisso religioso. Ela pode ter ocorrido, em especial, entre indivíduos dos grupos mais beneficiados pelo crescimento da renda e das oportunidades no mercado de trabalho e no ensino superior.

Procuradoria denuncia 37 no caso do "mensalão do DEM"

Dois anos e meio após uma operação da Polícia Federal desbaratar o "mensalão do DEM", a Procuradoria-Geral da República denunciou ontem o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, seu ex-vice Paulo Octávio, deputados e empresários por participação no esquema de distribuição de propina.

No total, 37 pessoas foram denunciadas. Quando o STJ (Superior Tribunal de Justiça) aceitar a peça da Procuradoria, eles se tornarão réus.

O ex-governador Joaquim Roriz é citado, mas não foi acusado por ter mais de 70 anos e, com isso, um prazo diferente para a prescrição de crimes.

A Operação Caixa de Pandora abalou a política do DF por conta da vasta videoteca de Durval Barbosa, ex-secretário de Arruda, delator do esquema e um dos denunciados -apesar de a Procuradoria pedir benefícios por ele ter colaborado com a apuração.

Ministério diz que vai tornar públicos papéis sobre planejamento militar

O Ministério da Defesa anunciou ontem a localização e a abertura dos arquivos secretos do extinto Emfa (Estado-Maior de Forças Armadas) produzidos de 1946 a 1991.

A pasta diz em nota que seriam 37 volumes com classificação que oscila de "reservada" a "ultrassecreta", e outros "52 boletins reservados".

O ministério não detalhou o conteúdo dos documentos, que deverão ser abertos à consulta pública em 30 dias pelo Arquivo Nacional, vinculado ao Ministério da Justiça.

O acervo inclui ofícios, memorandos e mensagens trocadas por autoridades do governo brasileiro, além de relatórios sobre a conjuntura política nacional e internacional.

 

O ESTADO DE S. PAULO

Com Paraguai fora, Mercosul abre as portas à Venezuela

A presidente argentina, Cristina Kirchner, anunciou ontem durante reunião, de cúpula em Mendoza que a Venezuela será incorporada como o quinto sócio pleno do Mercosul em 31 de julho. A entrada de Caracas, que ocorrerá em cerimônia no Rio, só foi possível graças à ausência temporária do Paraguai do bloco, após a destituição do presidente Fernando Lugo. Um impasse no Senado paraguaio impedia a adesão dos venezuelanos, mas o país está suspenso das reuniões do Mercosul. Segundo Cristina, as sanções continuam até que o Paraguai tenha “o pleno restabelecimento da ordem democrática”. A presidente Dilma Rousseff convidou todos os interessados a se integrar ao bloco. “Com isso, vamos fazer jus ao tamanho da América Latina.

Chávez: ‘Derrota imperialista’

Em Caracas, o presidente Hugo Chávez disse que a entrada da Venezuela “é uma derrota do imperialismo e das burguesias lacaias”.

Cúpula

Dilma e 0 chanceler Patriota na reunião do Mercosul que aceitou a Venezuela: decisão ‘inquestionável’

Igreja Católica perde 465 fiéis por dia em 10 anos

Na última década, a Igreja Católica teve uma perda sem precedentes no Brasil, embora continue a religião majoritária, mostram dados do Censo divulgados ontem. A população que se declara católica encolheu pela primeira vez em números absolutos - em 2010 havia quase 1,7 milhão menos que em 2000. Em média, a Igreja perdeu 465 fiéis por dia. Há 50 anos, 93% da população era católica; em 2010, caiu a 64,6%. O crescimento da fatia de evangélicos é a maior causa do recuo dos católicos. Eles agora são 42,2 milhões, 16 milhões mais que em 2000 - ou seja, 4.383 novos fiéis por dia. O aumento desse contingente é puxado pelos pentecostais e por um novo fenômeno do mundo evangélico, o fiel que não se vincula a nenhuma igreja - a Universal, por exemplo, perdeu 10% de seus seguidores. “A religião passa a ser um aspecto da vida social, onde é permitido experimentar”, diz a pesquisadora Silvia Fernandes.

Perillo dobrou patrimônio ao assumir governo

No ano em que assumiu o governo de Goiás e, segundo investigações da Polícia Federal, vendeu uma casa ao contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, o governador Marconi Perillo (PSDB) dobrou seu patrimônio com a compra de imóveis e cotas de participação numa empresa. Suspeito de negociar a mansão no Condomínio Alphaville diretamente com o contraventor e por valor maior que o declarado, o tucano omitiu as transações realizadas em 2011 em depoimento à CPI do Cachoeira. Ano após ano, ele justifica a entrada de capital em suas contas graças a débitos contraídos com um de seus secretários.

Os dados constam das declarações de Imposto de Renda (IR) de Perillo, remetidas à comissão, às quais o Estado teve acesso. Segundo os documentos, o governador tinha em 31 de dezembro de 2010 R$ 1.548.227 em bens e direitos, valor que salta para R$ 3.182.549 em 31 de dezembro de 2011, após a venda da casa, no Condomínio Alphaville.

Nota técnica enviada pela Receita à CPI pondera que não há indícios, pelas declarações, de variação "patrimonial a descoberto", o que será aprofundado nas apurações solicitadas pelo Ministério Público Federal (MPF) e da comissão parlamentar.

As dívidas e ônus declarados somam R$ 2,2 milhões, sendo R$ 1,7 milhão de duas empresas em nome do secretário de Estado de Planejamento, Giuseppe Cecci. Uma delas, a Galula Empreendimentos e Participações, forneceu R$ 700 mil ao tucano em 2007, valor que vem sendo repetido pelo governador nas declarações ao Fisco.

Contraventor sugere que Delta 'investiu' em tucano

Novos áudios da Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, mostram o contraventor Carlinhos Cachoeira insinuando que o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), teria recebido dinheiro da Delta Construções.

Em conversa com a namorada, Andressa Mendonça, Cachoeira reclama do tucano. "Sabe o que Marconi fez ontem? Numa reunião com mais de 500 pessoas, ele meteu o pau na Delta." "Tá louco?", responde Andressa. "Quem entende aquele vigarista? A Delta deve ter investido mais de 7 pau nele", diz Cachoeira.

Em 2010, a Delta consta como doadora de R$ 2,3 milhões apenas a comitês partidários. Desse total, R$ 1,1 milhão foi destinado ao Comitê Nacional do PT e o restante ao PMDB. Não há doação da construtora na prestação de contas de Perillo à Justiça Eleitoral. Porém, empresas abastecidas pela Delta via Alberto e Pantoja, uma das pessoas jurídicas usadas como fachada no esquema, contribuíram oficialmente com a campanha do tucano.

Linha branca e móveis ganham redução de IPI

O governo prorrogou a redução do IPI para os segmentos de linha branca (dois meses) e móveis (três meses). Como contrapartida, os fabricantes terão de repassar a vantagem ao consumidor e manter o nível de emprego.

Mensalão do DEM tem 37 denunciados

O ex-governador José Roberto Arruda, o ex-vice, Paulo Octávio, 10 deputados e ex-parlamentares, secretários e autoridades do governo do Distrito Federal - suspeitos de envolvimento no "mensalão do DEM" - figuram na lista de 37 acusados na denúncia que o Ministério Público Federal entregou ontem ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Segundo informou o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que assina a denúncia com a subprocuradora Raquel Dodge, os acusados responderão pelos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, entre outros crimes. "Estamos com uma acusação extremamente bem fundamentada, encaminhamos junto com a denúncia mais 70 caixas de documento em que se demonstra um dos corações do esquema criminoso."

Gurgel disse ainda que o esquema inovou no criatividade. "A modalidade mais usual quando se trata de (desviar) recursos públicos é dispensa de licitação, mas nesse esquema introduziu-se um novo método, que é o reconhecimento de dívida." Por esse mecanismo, afirmou, o governo favorecia as empresas abastecedoras do propinoduto, reconhecendo dívida por serviços sem licitação que elas declaravam ter realizado. "O governo dizia que a empresa "x" vinha prestando determinado serviço no DF sem licitação, que era preciso reconhecer a dívida e assim fazia o pagamento", explicou.

Celso Ming: União bancária no euro

O acordo fechado ontem pode não ser suficiente para tirar o euro da beira do precipício, mas é substancial avanço nessa direção.

Alckmin põe Dimas Ramalho no TCE paulista

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) nomeou o deputado federal Dimas Ramalho (PPS/SP) para uma vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Não foi tranquila a indicação de Ramalho, porque precedida de longo entrevero na arena política que até fez sombra à supremacia do governador na Assembleia Legislativa.

O principal obstáculo era o empenho do deputado Campos Machado, veterano cacique do PTB na Casa, que queria a qualquer custo a nomeação do deputado Antonio Carlos Caruso, líder do PMDB. Prevaleceu a imposição de Alckmin, por Ramalho.

 

CORREIO BRAZILIENSE

Caixa de Pandora: Gurgel denuncia Arruda e mais 36

“Siga o dinheiro.” Inspirado na célebre frase do caso Watergate, que levou à queda do presidente americano Richard Nixon em 1974, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, denunciou ontem 37 pessoas, entre políticos e empresários, como integrantes do esquema de corrupção conhecido como Caixa de Pandora. Dois anos e sete meses atrás, o escândalo derrubou todo o primeiro escalão do GDE. Entre os denunciados, estão o então governador, José Roberto Arruda; seu vice, Paulo Octávio; deputados distritais - Aylton Gomes (PR), Benedito Domingos (PP) e Roney Nemer (PMDB)— e ex-parlamentares: Eurides Brito, Leonardo Prudente, Júnior Brunelli, Benício Tavares, Odilon Aires, Pedro do Ovo, Berinaldo Pontes e Rogério Ulysses. Durval Barbosa, delator do esquema, é apontado como um dos integrantes do grupo. Joaquim Roriz escapou da denúncia por ter mais de 70 anos. O processo vai tramitar no STJ.

Católicos em fuga, evangélicos em alta

O Censo confirma o que o próprio Vaticano já sabia, tanto que marcou para o ano que vem uma visita do papa ao Brasil: a principal religião do país está perdendo fiéis. E a maioria migra para as igrejas evangélicas. Segundo o IBGE, em 10 anos a Santa Sé viu a deserção de 1 milhão de devotos—ainda são 123,2 milhões. Enquanto isso, os protestantes cresceram 61% em relação à pesquisa de 2000, atingindo hoje 42,3 milhões de pessoas. No DF o percentual de católicos está abaixo da média nacional.

Transparência: TJ proíbe salários na internet

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) concedeu, na noite de ontem, uma liminar suspendendo a divulgação dos contracheques dos 190 mil servidores públicos do GDF. A medida atende a um mandado de segurança coletivo impetrado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Civis da Administração Direta, Autarquias, Fundações e Tribunal de Contas do DF (Sindireta). O governo informou que ainda não foi notificado da decisão e que irá recorrer da liminar.

No despacho, o desembargador Romeu Gonzaga Neiva sustenta que a liminar foi necessária para evitar prejuízos aos servidores. "Verifica-se que a falta de apreciação do pedido no plantão poderá acarretar o perecimento do direito", escreveu o magistrado. De acordo com a decisão (que tem caráter provisório), o GDF fica impedido de publicar (www.transparencia.df.gov.br) os salários dos funcionários públicos até que o mérito da questão seja analisado pelo TJDFT.

Os contracheques foram colocados na internet na última quarta-feira. Somente nos dois primeiros dias, a página da Secretaria de Transparência e Controle recebeu quase 700 mil consultas. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) no DF já havia informado que também ingressaria na Justiça contra a medida, conforme o Correio mostrou em sua edição de ontem. A liminar concedida ao Sindireta, no entanto, é a primeira decisão a respeito do tema. O presidente do sindicato, Ibrahim Yusef, afirmou que recorreu ao Judiciário devido à preocupação da categoria com a segurança pessoal. "A nossa grande preocupação é com relação à segurança dos servidores. Essa liminar preserva a dignidade dos funcionários públicos do DF contra essa intromissão", disse o sindicalista.

O secretário de Transparência, Carlos Higino, disse ao Correio que o governo vai acatar a liminar, mas adiantou que no momento seguinte o Executivo vai recorrer da decisão. "Vamos começar uma boa batalha judicial, pois até o Supremo (Tribunal Federal) já está incluindo os (contracheques) dele na internet. Além disso, a Corte deu uma decisão favorável à Prefeitura de São Paulo, que também divulgou os salários de seus funcionários na rede", afirmou.

O titular da Secretaria de Administração Pública, Wilmar Lacerda, afirmou ter tomado conhecimento da decisão judicial pela reportagem. "É lamentável que a capital da República possa ficar sem divulgar as informações sobre a maior despesa do governo do DF, que é justamente a com os salários dos servidores. São R$ 16 bilhões por ano", disse. Lacerda sustentou que o GDF está amparado pela Lei de Acesso à Informação e que o governo vai recorrer da liminar.

Funcionalismo: Aumento pode custar R$ 60 bi

Se o governo atender às reivindicações salariais dos servidores civis do Executivo, o impacto no Orçamento de 2013 será mais que o dobro do valor destinado ao programa Brasil sem Miséria: R$ 42,7 bilhões.

Mercosul pune Paraguai e faz mimo a Chávez

Mendoza (Argentina) — Bloco formalizou ontem a suspensão temporária de Assunção, em retaliação ao impeachment de Lugo, e anunciou a incorporação da Venezuela como membro pleno, a ser concluída em 31 de julho.

Gasolina: Subiu. E você é quem vai pagar

O governo prometeu que a alta de 7,83% no preço dos combustíveis não chegaria ao consumidor. No DF, semana passada, havia gasolina a R$ 2,39 o litro. Ontem, postos já cobravam entre R$ 2,84 e R$ 2,85.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!