IBGE aponta os nomes mais comuns no Brasil; confira o seu

Em todo o país, 11,7 milhões de brasileiras se chamam Maria. É mais que o dobro do número de pessoas com o nome masculino mais comum, José. Saiba quantas pessoas têm o seu nome, por unidade federativa, e a frequência dele por década

Levantamento inédito divulgado nesta quarta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que o nome próprio mais comum no Brasil é Maria. Em todo o país, 11,7 milhões de brasileiras têm esse nome. É mais que o dobro do número de pessoas com o nome masculino mais comum – José – adotado por 5,7 milhões de homens, de acordo com o Projeto Nomes no Brasil.

A pesquisa se baseia no Censo de 2010 e compilou 130.348 nomes nas entrevistas em domicílios. Mais da metade desses nomes (72.814) remetem a mulheres. O terceiro nome mais comum no país também é de mulher: Ana. Na sequência surgem João e Antônio.

Clique aqui para pesquisar nome por nome

O estudo do IBGE revela os nomes mais frequentes por décadas de nascimento desde 1930, permitindo saber quais entraram e saíram de moda em cada período da história. As informações estão organizadas por sexo, para Brasil, unidades da federação e municípios. O levantamento indica os nomes mais frequentes até 1929 e por década de nascimento a partir de 1930.  O nome Alzira, que até a década de 30 aparecia 8.132 vezes, só foi contabilizado 288 vezes nos anos 2000. Já Oswaldo, citado 1.335 vezes até aquela época, caiu para apenas 235 registros no início deste século.

O projeto Nomes no Brasil tem por base as listas de moradores dos domicílios em 31 de julho de 2010, data de referência do Censo 2010. Foram registrados obrigatoriamente o primeiro nome e o último sobrenome de todos os moradores do domicílio e, havendo mais de um morador com primeiro e último nomes iguais, foram registrados os outros nomes que permitissem distingui-los.

As formas variantes dos nomes foram contabilizadas distintamente, segundo o registro na lista de moradores do domicílio no momento da coleta do questionário. Desse modo, nomes como Ana ou Anna, Ian ou Yan, Luis ou Luiz, entre outros, foram considerados isoladamente, com a grafia original da coleta.

 

Levantamento inédito divulgado nesta quarta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que o nome próprio mais comum no Brasil é Maria. Em todo o país, 11,7 milhões de brasileiras têm esse nome. É mais que o dobro do número de pessoas com o nome masculino mais comum – José – adotado por 5,7 milhões de homens, de acordo com o Projeto Nomes no Brasil.
A pesquisa se baseia no Censo de 2010 e compilou 130.348 nomes nas entrevistas em domicílios. Mais da metade desses nomes (72.814) remetem a mulheres. O terceiro nome mais comum no país também é de mulher: Ana. Na sequência surgem João e Antônio.
Clique aqui para pesquisar nome por nome
http://censo2010.ibge.gov.br/nomes.
O estudo do IBGE revela os nomes mais frequentes por décadas de nascimento desde 1930, permitindo saber quais entraram e saíram de moda em cada período da história. As informações estão organizadas por sexo, para Brasil, unidades da federação e municípios. O levantamento indica os nomes mais frequentes até 1929 e por década de nascimento a partir de 1930.  O nome Alzira, que até a década de 30 aparecia 8.132 vezes, só foi contabilizado 288 vezes nos anos 2000. Já Oswaldo, citado 1.335 vezes até aquela época, caiu para apenas 235 registros no início deste século.
O projeto Nomes no Brasil tem por base as listas de moradores dos domicílios em 31 de julho de 2010, data de referência do Censo 2010. Foram registrados obrigatoriamente o primeiro nome e o último sobrenome de todos os moradores do domicílio e, havendo mais de um morador com primeiro e último nomes iguais, foram registrados os outros nomes que permitissem distingui-los.
As formas variantes dos nomes foram contabilizadas distintamente, segundo o registro na lista de moradores do domicílio no momento da coleta do questionário. Desse modo, nomes como Ana ou Anna, Ian ou Yan, Luis ou Luiz, entre outros, foram considerados isoladamente, com a grafia original da coleta.
Brasil - Total Brasil - Feminino Brasil - Masculino
Nome Frequência Nome Frequência Nome Frequência
MARIA 11.734.129 MARIA 11.694.738 JOSE 5.732.508
JOSE 5.754.529 ANA 3.079.729 JOAO 2.971.935
ANA 3.089.858 FRANCISCA 721.637 ANTONIO 2.567.494
JOAO 2.984.119 ANTONIA 588.783 FRANCISCO 1.765.197
ANTONIO 2.576.348 ADRIANA 565.621 CARLOS 1.483.121
FRANCISCO 1.772.197 JULIANA 562.589 PAULO 1.417.907
CARLOS 1.489.191 MARCIA 551.855 PEDRO 1.213.557
PAULO 1.423.262 FERNANDA 531.607 LUCAS 1.116.818
PEDRO 1.219.605 PATRICIA 529.446 LUIZ 1.102.927
LUCAS 1.127.310 ALINE 509.869 MARCOS 1.101.126
Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!