Hugo Chávez morre aos 58 anos na Venezuela

Anúncio foi feito pelo vice-presidente Nicolás Maduro. Em pronunciamento, Dilma Rousseff ressaltou vazio na América Latina. No Congresso brasileiro, Renan Calheiros pede um minuto de silêncio ao "amigo do Brasil"

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, 58 anos, morreu nesta terça-feira (5), em Caracas, após seu estado de saúde ficar mais gravo por conta de um câncer. Ele lutava contra a doença desde 2011, chegando a fazer tratamento em Cuba por quase dois anos. O anúncio foi feito pelo vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, em rede nacional de rádio e televisão às 16h25 locais.

No pronunciamento, Maduro, o provável sucessor, disse que, nas próximas horas, o governo vai informar onde será velado o corpo de Chávez e dará detalhes sobre o sepultamento. Maduro pediu que o povo venezuelano enfrente este momento "com  o amor que Chávez ensinou". O vice-presidente encerrou a fala com a frase: "Viva Hugo Chávez! Viva para Sempre". Chávez estava no comando da Venezuela desde 1999.

Na noite de hoje, a presidenta Dilma Rousseff falou sobre a morte de Chávez em discurso no 11º Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, em Brasília. Afirmou reconhecer uma "perda irreparável" e que ele deixará "no coração, na história e nas lutas da América Latina" um vazio.

"Lamento como presidenta da República e como uma pessoa que tinha por ele um grande carinho", disse Dilma, qualificando o venezuelano como um "homem genereso", um "amigo do Brasil" com quem nem sempre concordava. Em nota, reforçou o pesar do governo brasileiro.

Durante sessão do Congresso, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pediu um minuto de silêncio aos parlamentares pela morte do presidente venezuelano. "Independente de concordarmos ou não, ele sempre foi um grande amigo do Brasil. É importante que o Congresso homenegaie com um minuto de silêncio", disse o peemedebista. Depois, lançou nota lamentando a morte.

Com informações da Agência Brasil

Curta o Congresso em Foco no Facebook
Siga o Congresso em Foco no Twitter

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!