Governo de Brasília lança edital para privatização do Autódromo Nelson Piquet

O governo vai gastar cerca de R$ 23 milhões com reforma da pista, sinalização, drenagem e instalação de equipamentos de segurança. Os investidores interessados devem apresentar ao governo projetos de gestão até o final do mês

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracp) e o Governo de Brasília (GDF) lançaram, nesta quarta-feira (7), edital de Parceria Público-Privada (PPP) para gestão do Autódromo Nelson Piquet. Para atrair os investidores, o governo vai gastar cerca de R$ 23 milhões com reforma da pista, sinalização, drenagem e instalação de equipamentos de segurança. Tempo de contrato vai variar de 5 a 35 anos.

 

Segundo o governador Rodrigo Rollemberg, a parceria é importante para que o autódromo, que está fechado, torne-se um grande centro esportivo. “A iniciativa privada tem capacidade muito maior que o governo para gerir um autódromo, trazer grandes eventos, fazer contatos com empresas nacionais e internacionais de eventos e transformar o local efetivamente em um grande centro esportivo e turístico para o desenvolvimento da cidade”, disse.

Os investidores interessados devem apresentar ao governo projetos de gestão, com levantamento de dados e estudos do autódromo, até o final do mês. Após essa fase e a análise dos estudos apresentados, o GDF vai lançar um novo edital com base no que foi apresentado pelos interessados. Anunciada pelo GDF em 2015, de acordo com o governo, a PPP tem o intuito de estabelecer parceria com empresa especializada na gestão de autódromos e na promoção de eventos esportivos, culturais e artísticos, para fomentar o turismo na cidade e reduzir os custo com a máquina pública. O parceiro deve ainda ofertar serviços de gastronomia, comércio e entretenimento.

Rollemberg afirmou que as parcerias vão auxiliar o governo no momento de crise. “Nós entendemos que estamos vivendo um momento de tal complexidade, que o governo sozinho é incapaz de dar conta de todos os desafios. E nós precisamos fazer investimentos importantes na cidade e devemos fazer isso em parceria com a iniciativa privada”, completou. Atualmente, o autódromo é gerido pela Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer.

Mais sobre Brasília

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!