Fifa recua e agora diz que Dilma ainda não confirmou se vai entregar taça

Dilma ainda não confirmou se vai entregar a taça à seleção campeã da Copa. Fifa havia anunciado que ela participaria da solenidade de premiação

Após anunciar que Dilma Rousseff (PT) entregaria o troféu da Copa do Mundo à seleção campeã, a Federação Internacional de Futebol (Fifa) voltou atrás e informou neste sábado (28) que aguarda a decisão da presidenta brasileira.

De acordo com a nova versão da Fifa, Dilma foi convidada a participar da cerimônia de premiação do evento, mas sua presença ainda não foi confirmada.

Se não entregar o troféu, Dilma quebrará uma tradição. O presidente da Fifa e o chefe de Estado do país que sedia o Mundial geralmente entregam o troféu para a equipe vencedora.

Ontem, o secretário-geral da federação, Jérôme Valcke, havia anunciado que Dilma e Joseph Blatter, presidente da entidade, fariam a entrega.

Para evitar vaias, Dilma decidiu não fazer discurso no jogo de abertura da Copa, entre Brasil e Croácia, no último dia 12, no Itaquerão, em São Paulo (SP). Mas, mesmo sem discurso, ela foi vaiada e até xingada por parte dos torcedores. Na Copa das Confederações, em 2013, ela também foi vaiada e não compareceu na final da competição.

Mais sobre Copa do Mundo

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!