Ex-deputado André Vargas recebeu comissão por serviços não prestados

Em depoimento à Polícia Federal, o publicitário Ricardo Hoffmann afirmou que os repasses do setor publicitário ao ex-deputado paranaense eram pagamento de propina, informa a Folha de S. Paulo

Em depoimento à Polícia Federal, o publicitário Ricardo Hoffmann afirmou que os repasses do setor publicitário ao ex-deputado federal André Vargas na verdade eram pagamento de propina. Hoffmnan foi preso acusado de pagar propina em contratos da agência Borghi Lowe com a Caixa e o Ministério da Saúde.  As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo Hoffman, os serviços em nome de Vargas, na prática, nunca foram prestados. “Os pagamentos, segundo o publicitário, eram uma recompensa para Vargas conseguir clientela privada para a agência, mas ele não conseguiu ‘angariar cliente algum’”, afirma a Folha.

Uma planilha apreendida pela Polícia Federal na casa do ex-deputado, em Londrina, mostra registros de aproximadamente 200 pagamentos. Os pagamentos somam R$ 3,1 milhões para a LSI, uma empresa de fachada do ex-deputado e do irmão dele.

Confira a reportagem na íntegra

Mais sobre a Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!