Eleições 2016: receitas de cidades que disputam segundo turno somam mais de R$ 166 bi

Ao todo, 56 cidades de 20 estados voltarão às urnas no próximo dia 30 para escolher os chefes do poder executivo local. Eles exercerão influência sobre uma população de 44,5 milhões (22% do país) e receitas orçamentárias anuais de ao menos R$ 166 bilhões

A depender o resultado do segundo turno das eleições, daqui a duas semanas, o PSDB pode se consolidar como sigla dominante nas maiores cidades do país. O partido disputa o comando de 19 municípios, que, somados, reúnem 14,9 milhões de pessoas e concentram R$ 55,30 bilhões em receitas orçamentárias anuais.

Ao todo, 56 cidades de 20 estados voltarão às urnas no próximo dia 30 para escolher os chefes do poder executivo local. Eles exercerão influência sobre uma população de 44,5 milhões (22% do país) e receitas orçamentárias anuais de ao menos R$ 166 bilhões. As informações foram reunidas em infográficos pelo jornal Folha de S.Paulo.

Se os tucanos apresentarem um bom desempenho nesta etapa, sairão fortalecidos para a disputa de 2018. O partido ficou atrás do PMDB no primeiro turno no número de prefeituras conquistadas: foram 792 contra 1.026 da legenda do presidente Michel Temer. O PSDB porém, lidera no quesito população e receita orçamentária anual a serem administradas a partir de 2017. São 37,5 milhões de pessoas e pelo menos R$ 136 bilhões por ano.

O resultado das urnas também poderá fortalecer o governo de Michel Temer. Os partidos que compõem sua base aliada representam 74% do total de candidatos que disputam o segundo turno. Apenas 21% daqueles que estão na corrida pelo comando de prefeituras fazem oposição ao peemedebista - ao todo, PDT, PT, Rede, Psol e PCdoB somam 23 candidatos nesta etapa do processo eleitoral.

O PT foi o partido que amargou a pior derrota no primeiro turno das eleições. A sigla encolheu 60,9% em relação a 2012, maior índice de retração nos números de votos. No segundo turno o partido da ex-presidente Dilma disputa o comando de sete cidades que, juntas, reúnem  4,10 milhões de pessoas e somam R$ 13,3 bilhões em receitas orçamentárias anuais.

Veja a reportagem completa no jornal Folha de S.Paulo

Mais sobre Eleições 2016

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!