Distrito Federal registra morte por febre amarela; total no país chega a nove

Vítima em Brasília foi um homem de 40 anos infectado em Januária (MG). Secretário diz que todas as providências foram tomadas para que não haja risco de propagação da doença no DF

 

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal confirmou nesta quinta-feira (19) a morte de um homem de 40 anos por febre amarela. Esta é a primeira morte causada pela doença na capital do país desde 2015. Com este caso, já foram confirmadas nove mortes por febre amarela este ano no Brasil. Os outros oito óbitos foram em Minas Gerais.

A vítima morava na cidade de Januária, em Minas, estado onde já foram registrados 206 casos suspeitos da doença, além das oito mortes confirmadas. Ele chegou ao DF na segunda-feira (16) já com os sintomas de febre amarela e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Sebastião, cidade a cerca de 20 quilômetros do centro de Brasília. Em seguida, foi transferido para a UTI de um hospital particular, onde morreu na quarta-feira (18).

O secretário de Saúde, Humberto Fonseca, garante que todas as providências foram tomadas para que não haja risco de propagação da doença no DF. Segundo Fonseca, “a população pode ficar absolutamente tranquila” quanto às medidas adotadas. “Vacinamos 191 mil pessoas até outubro de 2016 e vamos fechar os números do ano com mais de 95% de cobertura”, observou.

O secretário alertou, porém, que pessoas que forem viajar, em especial para os estados de Minas Gerais e Espírito Santo, onde há surtos da doença, devem verificar os cartões e procurar uma das 123 salas de vacinas do DF para orientações. A medicação deve ser administrada dez dias antes do deslocamento para áreas de risco.

Em 2017 já foram notificados 206 casos suspeitos de febre amarela em 29 cidades de Minas Gerais, entre eles, 45 mortes que ainda precisam de confirmação para o vírus. Municípios do Espírito Santo próximos a Minas Gerais também registraram suspeitas: seis notificações em quatro cidades.

Com informações da Agência Brasil

Mais sobre Brasília

Mais sobre Saúde

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!