Dilma participa do velório de Thomaz Alckmin em São Paulo

Dilma desembarcou em Congonhas e percorreu o trajeto até o Albert Einstein de carro. Ela entrou pelo Palácio dos Bandeirantes evitando jornalistas que estavam na entrada do hospital

A presidenta Dilma Rousseff chegou às 12h45 de hoje (3) ao velório de Thomaz Alckmin, filho do governador Geraldo Alckmin, que ocorre no Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista. Ela permaneceu 20 minutos no local. De acordo com a assessoria da Presidência da República, depois de acompanhar a cerimônia, ela retornou a Brasília.

Dilma desembarcou no Aeroporto de Congonhas, zona sul de São Paulo, e percorreu o trajeto até o hospital de carro. A presidenta entrou pelo Palácio dos Bandeirantes, que fica ao lado do hospital, evitando os jornalistas que aguardavam do lado de fora do Albert Einstein.

Também estiveram presentes no velório o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que acompanhou a presidenta no retorno a Brasília. Também foram ao velório os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, que já estavam na cidade de São Paulo.

Thomaz Alckmin tinha 31 anos e morreu ontem (2), na queda de um helicóptero em que estava, em Carapicuíba. A aeronave caiu sobre uma casa, mas não atingiu ninguém em solo. Além do filho do governador, mais quatro pessoas que estavam na aeronave morreram: o piloto Carlos Haroldo Isquerdo Gonçalves, de 53 anos, e os mecânicos Paulo Henrique Moraes, de 42 anos, Erick Martinho, de 36 anos e Leandro Souza, de 34 anos. Todos os corpos foram liberados do Instituto Médico-Legal (IML) antes das 8h de hoje.

Segundo a empresa Seripatri, responsável pela operação do helicóptero, o piloto tinha mais de 30 anos de experiência na profissão. O acidente, informou a empresa, ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva.

O helicóptero era da marca Eurocopter, modelo EC 155, prefixo PPLLS, e tinha cerca de quatro anos de uso, com aproximadamente 600 horas de voo, de acordo com a Seripatri. A aeronave estava com sua documentação e manutenção em ordem.

Morre em São Paulo filho de Geraldo Alckmin

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!