Dilma e Temer: PMDB só dá alegrias ao governo

Peemedebista repete declaração de petista após encontro com Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves e tenta conter rebelião em seu partido

O presidente da República em exercício, Michel Temer, demonstrou satisfação hoje (11) com a declaração da presidenta Dilma Rousseff, feita no Chile, de que o PMDB “só dá alegrias” para seu governo. “A presidenta foi muito explícita na frase”, disse Temer, após participar de reunião do partido “com vistas à pacificação absoluta”, segundo explicou.

"Bons diálogos, boas conversas, sempre com vistas à pacificação absoluta", disse ao sair do encontro. "A presidenta foi clara em dizer que o PMDB só dá alegrias. E só dá alegrias mesmo para o governo, apoia o governo, ajuda o governo. A presidenta foi muito explícita na frase que formalizou", acrescentou.

Temer se reuniu com o líder do PMDB na Câmara dos Deputados, deputado Eduardo Cunha (RJ), e o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (RN), no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência. Em seguida, Temer e Alves continuaram a conversar no Palácio do Planalto.

Dilma fez a declaração sobre o PMDB durante entrevista em Viña del Mar, no Chile, onde participa das cerimônias de posse da presidenta eleita Michelle Bachelet. "Olha aqui, vou te falar uma coisa: o PMDB só me dá alegrias", disse a presidenta sobre o partido que é um dos mais importantes da base aliada e tem demonstrado insatisfação com o governo.

Ontem (10), Dilma se reuniu com lideranças do partido para discutir a formação de alianças regionais entre o PMDB e o PT para as eleições de outubro. As duas legendas trabalham garantir o maior número de alianças possível no próximo pleito. No encontro, Dilma admitiu a possibilidade de o PT abrir mão de candidaturas próprias ao governo de seis estados – Maranhão, Goiás, Alagoas, Paraíba, Tocantins e Rondônia – em favor do PMDB, em uma tentativa de melhorar a relação entre os dois partidos. Líderes do PT e do PMDB farão mais reuniões para continuar negociando alianças para as eleições deste ano.

Leia mais sobre PMDB

Outras matérias sobre eleições 2014

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

 

 

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!