Deputados de São Paulo com acusações criminais no STF

Saiba quem são os investigados, as suspeitas que há contra eles e os esclarecimentos de cada um

Eli Corrêa Filho (DEM-SP)

Inquérito 4363 (Crimes previsto na legislação extravagante e crimes eleitorais)

Alex Manente (PPS-SP)

Inquérito 4007 - Crimes eleitorais

Inquérito 4468 - Crimes contra a propaganda eleitoral e pesquisa fraudulenta

Andres Sanchez (PT-SP)
Inquéritos 4032 (crimes eleitorais), 4276 (crimes contra a Ordem Tributária), 4069 (apropriação indébita previdenciária), 4070 (sonegação de contribuição previdenciária), 4077 (sonegação de contribuição previdenciária), 4341 (corrupção passiva) e 4357 (Crimes previstos na legislação extravagante e crimes contra a ordem tributária)

Ao Congresso em Foco, a assessoria do deputado Andres Sanches prestou os seguintes esclarecimentos:

“O inquérito 4276 é referente a uma empresa chamada Quiron Distribuidora de Embalagens. A empresa não é do Andres. Quando o processo foi aberto ele já não era mais proprietário dessa empresa. No inquérito ele já respondeu questionamentos com documentos anexos para comprovar que ele não era proprietário.

Já os inquéritos 4069, 4070 e 4077 são três processos do time de futebol Corinthians. Esses processos estão parados porque são dívidas tributárias e o Corinthians já está pagando. Todos eles só estão no STF porque citou o nome do deputado. Como ele tem foro privilegiado o caso subiu para o STF. São divididas tributárias e juridicamente estão sendo resolvidas”.

Sobre os inquéritos 4032 e 4341, a assessoria pediu que o contato fosse realizado com o advogado. No entanto, a reportagem não conseguiu falar com o advogado até o fechamento.

Arnaldo Faria de Sá (PT-SP)

Inquérito 4327 - Corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha

Ao Congresso em Foco o parlamentar disse

"A acusação do MPF é que, como sub-relator da CPI da Petrobrás, a que apurava o superfaturamento e a gestão temerária na construção e afretamento de navios de transportes, navios plataforma e navios sonda; convoquei os dirigentes da Schain para esclarecer a respeito do navio-sonda Vitória 10.000, operado pela empresa ao custo de 1,6 Bilhão de dólares, como também sobre o empréstimo do Banco Schain ao Senhor José Carlos Bumlai no valor de 12 milhões de reais, que nunca foi quitado; que, em razão dos fatos, o Juiz Moro da Lava Jato condenou dirigentes da Schain e Bumlai a 9 anos e 10 meses de prisão. Esses dados já foram apresentados ao STF e os autos foram redistribuídos ao Ministro Gilmar Mendes."

Jefferson Campos (PSD-SP)

Inquérito 4056 - Crimes eleitorais

José Mentor (PT-SP)
Inquéritos 3995 (corrupção passiva e lavagem de dinheiro), 3994 (corrupção passiva e lavagem de dinheiro) e 4218 (crimes contra a administração em geral, formação de quadrilha e crimes contra o meio ambiente e o patrimônio genético)

Márcio Alvino (PR-SP)
Inquérito 3952 - Crimes contra a Lei de Licitações

Missionário José Olimpio (DEM-SP)
Inquérito 3989 - Corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha

Nelson Marquezelli (PTB-SP)
Inquérito 4144 - Investigação penal

Paulo Pereira da Silva (SD-SP)
Inquéritos 2905 (peculato) e 3901 (corrupção passiva)
Ação Penal 965 - Crimes contra o Sistema Financeiro Nacional

Paulo Salim Maluf (PP-SP)
Ações Penais 863 (crimes contra o Sistema Financeiro) e 968 (crimes eleitorais)

Pr. Marco Feliciano (PSC-SP)
Inquéritos 4312 (estupro) e 3646 (investigação penal)

Roberto Alves (PRB-SP)
Inquérito 4127 - Estelionato

Vicente Cândido (PT-SP)
Inquérito 4138 - Crimes praticados contra a administração em geral e corrupção ativa

Mais sobre processos

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!