Celina Leão quer CPI da Copa em Brasília

Presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal disse que vai investigar o suposto pagamento de propinas da Andrade Gutierrez para a construção do Estádio Mané Garrincha, em Brasília

A presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), Celina Leão (PPS), vai protocolar na segunda-feira (11) o requerimento para a criação da CPI da Copa. A distrital tomou a decisão depois que o ex-governador Agnelo Queiroz (PT) foi citado na delação premiada dos ex-executivos da Andrade Gutierrez como beneficiário de um esquema de propinas na construção do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília.

A parlamentar ressalta que, de acordo com o Tribunal de Contas do DF, o custo da obra foi de R$ 1,7 bilhão, portanto, o mais caro construído para a Copa do Mundo. O custo é 153% maior do que os R$ 670 milhões previstos inicialmente no projeto.

Em março de 2014, o TCDF emitiu relatório que apontava possíveis irregularidades nos gastos para a construção do Estádio. “Para chegar a esta conclusão, o TCDF reuniu dados obtidos em visitas e por análise de contratos, o que levou a perceber que o custo da obra dobrou desde o início da construção. Em 2010, a previsão de gastos era de R$ 700 milhões e, à época do relatório, o valor já atingia R$ 1,4 bilhão”, relembrou Celina.

A parlamentar enfatiza que as justificativas para o aumento do custo da obra são muitas. “Mas não podemos ficar de braços cruzados e aceitar esse absurdo de recursos que foram ‘enterrados’ nessa obra. O povo de Brasília não pode pagar esta conta. Na CPI da Copa vamos fazer um raio-x dos gastos, por meio de documentos que vamos exigir dos gestores e responsáveis pela obra”, garante Celina.

Mais sobre Brasília

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!