Braço-direito de Temer, ministro Padilha prepara desembarque do governo

Ministro da Aviação Civil já está em Porto Alegre e evita falar do assunto antes de conversar com a presidente Dilma Rousseff

O ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha (PMDB), está de saída do governo, o que poderá ocorrer já na semana que vem. Segundo o jornal Zero Hora, a informação circulou na manhã desta sexta-feira (4), após a reunião de coordenação política no Planalto, em que o peemedebista se manteve calado. De acordo com o jornal, Padilha disse, por meio de sua assessoria de imprensa, que prefere não se manifestar sobre o assunto antes de se encontrar com a presidente Dilma Rousseff.

Padilha é ministro considerado o braço-direito do vice-presidente, Michel Temer, que poderia assumir o lugar da presidente Dilma, em caso de impeachment. O pedido de abertura do afastamento presidencial foi aceito pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), na quarta-feira (2).

No primeiro semestre, Padilha participou das negociações do governo com deputados e senadores. Quando Michel Temer (PMDB-SP) assumiu a articulação política em abril, o gaúcho deixou a Aviação Civil em segundo plano para auxiliar o vice-presidente, seu principal aliado em Brasília.

Mais sobre impeachment

Mais sobre  crise na base

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!