Bolsovírus e genocida: manifestantes em Brasília pedem impeachment de Bolsonaro

Milhares de manifestantes desceram a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, neste sábado (29), em ato convocado contra o presidente Jair Bolsonaro. Os participantes pedem, sobretudo, vacina e o impeachment do presidente.  O ato é coordenado por movimentos sindicais e estudantis e por partidos de esquerda. A concentração do público começou por volta das 9h em frente ao Museu da República. De lá, os manifestantes desceram até o gramado do Congresso Nacional.

Os organizadores do evento estimaram em 30 mil o número de presentes na Esplanada. A Polícia Militar do Distrito Federal não faz estimativa de público. Houve carreata até a Rodoviária de Brasília, onde uma barreira impediu a continuidade da passagem de veículos. Um boneco inflável do presidente com manchas de sangue nas mãos foi esvaziado nesse mesmo lugar por determinação da PM.

As manifestações, que previstas em mais de 80 cidades brasileiras e também no exterior, são consideradas resposta aos atos convocados por defensores de Bolsonaro. Na semana passada o presidente promoveu manifestação com motocicletas no Rio para demonstrar apoio popular, mesmo com as pesquisas indicando que o seu governo vive o momento de pior avaliação nas ruas.

Os manifestantes deste sábado acusam Bolsonaro de ter boicotado a vacina e, por isso, de ser responsável por milhares de mortes de brasileiros por covid-19. Em faixas e cartazes, eles também destacam o envolvimento da família do presidente com milícias e esquema de rachadinha.

Veja algumas das imagens dos protestos em Brasília (fotos de Sylvio Costa, Thais Rodrigues, Thais Moura e Tiago Rodrigues):

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continuar lendo