Berzoini diz que Luiz Couto tem total apoio do PT

O presidente do PT, Ricardo Berzoini (SP), divulgou nota em solidariedade ao deputado e padre Luiz Couto (PT-PB), proibido pelo arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, de exercer o sacerdócio por ter manifestado posições que contrariam o pensamento da cúpula do Vaticano.

Em entrevista ao Congresso em Foco, Luiz Couto criticou o celibato e a discriminação contra os homossexuais e defendeu o uso da camisinha, pontos que ainda causam polêmica dentro da Igreja Católica. Leia a íntegra da reportagem

Na nota divulgada ontem (26) à noite, Berzoini classifica o colega como "incansável defensor dos direitos humanos" e diz que o padre e deputado tem total apoio do partido. (Edson Sardinha)

Leia a íntegra:

"Nota de solidariedade ao deputado Luiz Couto

O Partido dos Trabalhadores se solidariza com o deputado federal Luiz Couto (PT-PB), que é padre há mais de 30 anos e foi proibido de exercer o sacerdócio pelo arcebispo da Paraíba, dom Aldo Pagotto, por suas posições contra a homofobia e a favor do uso preservativos.Em sua atuação política e religiosa, Luiz Couto tem sido um incansável defensor dos direitos humanos, da cidadania e da justiça social – bandeiras que se refletem na luta do próprio PT e que, portanto, têm nosso total apoio.

Ricardo Berzoini
Presidente Nacional do PT" 
 
Leia também:

Luiz Couto quer continuar no sacerdócio

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!