Assessoria de Sarney nega reunião

Presidente do Senado nega que tenha havido o encontro narrado ao Congresso em Foco por dois parlamentares peemedebistas

A assessoria do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), negou que tenha havido na noite de terça-feira (9) o encontro em que teria sido discutida a possibilidade de "dar um susto" na presidenta Dilma Rousseff, dando apoio à criação de uma CPI da Corrupção ou deixando que viesse a ser aprovado algum projeto que não interessa ao governo, como a PEC 300 - que cria um piso salarial para policiais e bombeiros - ou a  emenda 29 - que aumenta a vinculação orçamentária obrigatória para a área da saúde.

O Congresso em Foco estranha a informação. Na noite de terça-feira (9), dois parlamentares peemedebistas presentes ao jantar de lançamento do Prêmio Congresso em Foco justificaram que teriam de sair mais cedo porque ainda iriam para um jantar na casa de Sarney, onde seria avaliada a situação política. Diante dessa informação, o site procurou pessoas que pudessem contar o que foi discutido na tal reunião. As informações que constam na matéria que foi manchete do Congresso em Foco hoje (11) são o relato dito sobre o que se discutiu no encontro.

Leia:

PMDB planeja dar "um susto" em Dilma Rousseff

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!