Ameaçados pela Ficha Limpa no Distrito Federal

Veja quem são os candidatos contestados pelo Ministério Público Eleitoral e o motivo do pedido de indeferimento da candidatura

José Roberto Arruda (PR)
Governador
Condenação por ato de improbidade administrativa, confirmada por órgão judicial colegiado.

Jaqueline Roriz (PMN)
Deputada federal
Condenação por ato de improbidade administrativa, confirmada por órgão judicial colegiado

Maria de Lourdes Abadia (PSDB)
Deputada federal
Condenação por captação ilícita de sufrágio (Lei 9.504/97, art. 41-A), nas eleições de 2006.

Aylton Gomes Martins  (PR)
Deputado distrital
Condenação por ato de improbidade administrativa, confirmada por órgão judicial colegiado.

Célia Maria de Sousa (PV)
Deputada distrital
Condenação criminal

Christianno Nogueira Araújo (PTB)
Deputado distrital
Condenação por abuso de poder econômico nas eleições de 2006.

Juarêz de Paula Santos   (PMN)
Deputado distrital
Rejeição de contas relativas ao exercício de administrador regional de Planaltina/DF, no exercício de 1995, pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal.

Marco Antônio Leal da Silva (PP)

Deputada distrital
Condenação criminal

Maria José da Conceição Maninha (Psol)
Deputada distrital
Rejeição de contas relativas ao recebimento de verba pública, no exercício de 2005, pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná

Vandercy Antônia de Camargos (PMDB)
Deputada distrital
Rejeição de contas relativas ao exercício do cargo de Secretária de Educação, no exercício de 2006, pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal.

Os candidatos acima não estão impedidos de concorrer. As contestações serão analisadas pela Justiça eleitoral, que pode barrar ou não as respectivas candidaturas. Ainda assim, cabe recurso às decisões dos tribunais eleitorais e, em último caso, ao Supremo Tribunal Federal.

Mais sobre a Ficha Limpa

Mais sobre eleições 2014

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!