Ameaçado de expulsão, senador Lasier Martins deixa o PDT

Parlamentar contrariou as orientações do PDT e votou a favor da PEC do Teto e pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Em sua carta de desfiliação, senador alegou que não encontra mais "entusiasmo" para permanecer na legenda

 

Depois de ser ameaçado de expulsão pelo presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, o senador Lasier Martins(RS) pediu desfiliação do partido. Em carta enviada à cúpula pedetista, o parlamentar alegou que não encontra mais "entusiasmo" para permanecer na legenda.

O senador contrariou as orientações do PDT por duas vezes e votou a favor da PEC do Teto e pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Institucionalmente, o partido sempre foi favorável à petista e contra a Proposta de Emenda à Constituição aprovada pelo Congresso Nacional.

Em sua conta no Twitter, Lasier Martins afirmou: "A decisão foi tomada após ameaça do presidente nacional da sigla, Carlos Lupi, de abrir processo de expulsão, após votar a favor da PEC 55". Na carta de desfiliação, Lasier diz que viveu "momentos inesquecíveis" no PDT.

O ofício de desfiliação foi protocolado na manhã desta terça-feira (21), na sede regional do PDT, em Porto Alegre.

Na mira

Além de Lasier, também foram ameaçados de expulsão do PDT após a votação da PEC do Teto os senadores Temário Mota (RR), Pastor Valadares (RO). Ambos foram favoráveis à proposta de congelar gastos públicos por 20 anos.

Telmário tamém está em rota de colisão com o PDT desde a votação do impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff. Seguindo a orientação do partido, o senador sempre foi contra o afastamento da presidente, mas no final votou pela cassação do mandato da petista.

O senador mudou de posição de última hora para se vingar do PT, que lançou candidato à prefeitura de Boa Vista para concorrer com Jeferson Alves, nome defendido pelo parlamentar. Telmário mudou o voto porque a defesa que fazia de Dilma Rousseff derrubou a sua popularidade em Roraima e, consequentemente, inviabilizou seu candidato à prefeitura da capital. Jeferson ficou em quinto lugar na corrida eleitoral.

Mais sobre fidelidade partidária

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!