Requião anuncia saída do MDB e chama partido de bolsonarista e racista

Após mais de trinta anos no MDB, o ex-senador Roberto Requião (PR) anunciou que nesta segunda-feira (2) oficializará sua saída do partido. A mudança se dá após a chapa encabeçada pelo político perder neste sábado (31) convenção estadual que definiu a presidência da sigla no Paraná. A chapa vencedora foi a liderada pelo deputado estadual Anibelli Neto.

Em uma série de postagens no Twitter, Requião fez diversas críticas ao partido, principalmente ao paraense, e disse que não foi ele quem saiu da legenda, mas sim, o MDB-PR que acabou. "Sempre acreditei no que dizia Gramsci: 'Não existe o canalha absoluto'. O canalha absoluto é uma figura de literatura. Depois da convenção do MDB do Paraná vou rever esta crença!", disse.

Requião é conhecido por chamar a sigla de seu "velho MDB de guerra" e afirmou que a chapa vencedora se aliará ao governador Ratinho Junior (PSD), aliado do governo de Jair Bolsonaro. Requião já foi deputado estadual, senador, governador do Paraná e prefeito da capital Curitiba, sempre pelo MDB.

Agora, o político avalia para qual sigla irá. Em enquete feita com seus seguidores no Twitter, listou entre as opções: PT, PDT, PSB ou ainda outra legenda.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo