Porto Alegre é a capital com maior representatividade feminina entre vereadores

Todas as capitais elegeram mulheres vereadoras nas eleições municipais realizas no domingo (15). Em 2016, apenas Cuiabá (MT) não havia escolhido nenhuma mulher para cargo eletivo no legislativo. Segundo dados do portal G1, a capital com maior representatividade feminina na câmara municipal a partir de 2021 será Porto Alegre (RS), com 30,55% de vereadoras, seguido de Belo Horizonte (MG), 26,83%, e Natal (RN) com 24,14%.

>Veja a lista das maiores cidades do Brasil que podem ser governadas por mulheres

Ainda longe de alcançar equidade entre homens e mulheres em cargos políticos, as candidaturas de mulheres vem aumentando desde 2012, quando entrou em vigor a lei 2.034/2009, que exige cotas de no mínimo 30% para cada gênero.

As cidades de Aracaju (SE), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Recife (PE) e Rio Branco (AC) tiveram mulheres como os parlamentares mais votados. Em duas dessas, Aracaju e Belo Horizonte, estas vereadoras são mulheres trans.

Aracaju, Porto Alegre, Recife e Rio Branco também tiveram mulheres que se destacaram na corrida pela prefeitura e seguem para a disputa no segundo turno.

A capital com menor representatividade feminina é João Pessoa (PB), que elegeu apenas uma mulher para ocupar uma cadeira da câmara municipal. Seguido de Campo Grande (MS) e Cuiabá (MT) com duas mulheres eleitas para cargo de vereança.

> Câmara e Senado marcam sessões. PL da BR do Mar é destaque na pauta

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!