Candidato mais rico do Brasil desiste das eleições após operação da PF

O empresário João Carlos Ribeiro (PSC) anunciou, nesta sexta-feira (23), que desistiu de disputar a Prefeitura de Pontal do Paraná, no litoral do estado. A decisão veio após uma operação da Polícia Federal que investiga o pagamento de propina de mais de R$ 1 milhão pela licença ambiental para a instalação de um porto. A investigação envolve também o senador Fernando Collor (Pros-AL).

No sábado (24), João publicou um vídeo em suas redes sociais afirmando que não desistiria da candidatura e que as informações da desistência eram falsas.

Finalmente, na manhã deste domingo (25), o empresário protocolou no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) o pedido de desistência da candidatura.

Candidato mais rico do país nas eleições municipais deste ano, João Carlos Ribeiro declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 1,5 bilhão . A maior parte desse valor, R$ 1,1 bilhão está, segundo a declaração, em um fundo do Banco Pactual. Além disso o empresário é acionista de empresas como Carrefour, Vale do Rio Doce, Multiplan, Lojas Americanas, Sabesp, Gerdau, Cemig e Petrobras..

No anúncio de desistência da candidatura, Ribeiro informou que a decisão foi tomada para que ele possa se dedicar à defesa de denúncias nas quais foi envolvido. Ele nega irregularidades. 

> Sem licitação, Embratur fecha contrato milionário com agência de irmão de marqueteiro de Temer e Russomanno

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!