Ministério do Trabalho suspende emissão de registros sindicais

O ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, decidiu suspender por mais 90 dias a emissão de registros sindicais, alvo de investigações da Polícia Federal (PF) nas fases da operação Registro Espúrio. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (12).

O objetivo é apurar possíveis irregularidades. Os processos já haviam sido suspensos no início de junho, pela Secretaria de Relações do Trabalho da pasta, após a operação ter sido deflagrada.

Vieira de Mello foi empossado na última terça-feira (10). Ele entrou no lugar de Helton Yomura, que foi afastado do cargo pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e depois pediu demissão. Ligado ao PTB, Yomura é suspeito de atuar no esquema investigado.

Deflagrada em maio, a operação desarticulou organização criminosa integrada por políticos e servidores acusados de cometer fraudes na concessão de registros de sindicatos pelo Ministério do Trabalho mediante o pagamento de propina e a prioridade dada a pedidos feitos políticos.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!