PF não encontra menção a sítio de Atibaia em sistemas da Odebrecht, mas aponta que caixa 2 custeou obras

AtibaialaudoLulaOdebrechtpicturesPolícia Federalsítiosítio em Atibaia
Comentários (1)
Comentar
  • Fábio

    Impressionante como o Congresso em Foco tem embarcado alegremente na narrativa lulista, sem qualquer senso crítico. Versão de advogado agora virou fato e manchete por aqui. Reproduzo a nota de O Antagonista:
    “A Lava Jato, como disse Claudio Dantas, adora a defesa de Lula, em particular de Cristiano Zanin.

    Depois de pedir à PF um laudo que ajudou a enterrar seu cliente, o advogado lulista tentou argumentar que os peritos não encontraram no departamento de propinas da Odebrecht as provas dos pagamentos da reforma do sítio de Atibaia.

    É mentira, claro.

    O laudo corroborou o relato dos delatores Marcelo Odebrecht e Emyr Costa Júnior, que retirou 700 mil reais em espécie do caixa clandestino da empreiteira para pagar as despesas de Lula, com a senha “UO011203 – AQUAPOLO”.

    Duas reportagens da Crusoé já haviam esclarecido esse fato”.