Empresas investigadas na Lava Jato venderam mais de R$ 100 bilhões em ativos para reforçar caixa

AnbimaAndrade GutierrezbraskemBrookfieldBTG PactualCamargo CorrêaConcrematcorrupçãocrise brasileiraeconomiaeconomia brasileiraGrupo J&FJ&FLava-JatoNova Transportadora do SudesteNTSOASOdebrechtoperação lava-jatopetrobraspetrolãopicturesQueiroz Galvãovenda de ativos
Comentários (0)
Comentar