Deputado pede que Câmara investigue mortes em operação no Jacarezinho

Câmara dos DeputadosJacarezinhoReginaldo Lopes (PT-MG)Rio de Janeiro
Comentários (5)
Comentar
  • RômuloJ. Vieira

    Esse Deputado é um brincalhão!!!…Investigar o que?…Vá lá deputado e leva o Renam junto com o Randolphe!!…Ali o bicho pega, tem armas de guerra de fato, tem algo errado nessa operação da polícia, primeiro a polícia estava proibida de ir naquele ambiente, e segundo pela exibição em vídeo rolando nas redes de uma mãe brincando com um fuzil na mão em uma festa deles,e chorando depois pelo filho, está tudo esquisito e mal contado. Os traficantes do Rio acumularam armas demais, qualquer ida da polícia no ambiente deles vai ter final trágico deputado!

  • 13582196

    Polícia foi recebida com brutalidade, fuzis e granadas no Jacarezinho, diz governador do Rio

    “A reação dos bandidos foi a mais brutal registrada nos últimos tempos. Armas de guerra prontas para repelir a ação do estado e evitar as prisões a qualquer custo. Em nenhum lugar do mundo, a polícia é recebida com fuzis e granadas quando vai cumprir seu papel”, afirmou o governador.

    • Jorge Teixeira Carneiro

      Segundo o Eduardo Einegui só no Jacarezinho tem 200 bocas de fumo.
      Imagina quantos empregados são necessários para tocar essa ”empresa”.
      E haja clientes também!

  • ezequiel-sp

    Seria interessante todo mundo da câmara no Jacarezinho.

    • Jorge Teixeira Carneiro

      Se fosse no Vidigal, os deputados iriam com certeza.
      Lá tem pousada de estrangeiros e bistrô francês.
      No ranking das favelas, o Vidigal tira nota 4,5 e o Jacarezinho tira nota 1,5.
      Não sei se vc sabe, mas nem as favelas são iguais entre si.
      Tem favela classe A e favela classe D.