Humildade e paciência, atributos dos vencedores

Confesso que em diversos momentos, quando comecei a estudar para concursos públicos, me senti desmotivado e muito desanimado. Cheguei a pensar em desistir e em fazer outras coisas. Mas, por sorte ou por força do destino (e – não posso deixar de mencionar – fiz minha parte), essas fases não duravam muito tempo, e logo eu recomeçava os estudos. Isto é muito importante no ramo dos concursos: não se pode desistir, deve-se aprender a ser sempre capaz de recomeçar. Eu sempre recomeçava porque desenvolvi o hábito do estudo

Naqueles tempos de árduo estudo, eu procurava me motivar com a possibilidade da aprovação e da consequente melhora de vida – minha e de minha família, afinal, eu sou o mais velho de sete irmãos. De fato, quando vislumbra o alvo, a pessoa consegue fazer enormes sacrifícios para atingir o objetivo.

Para as pessoas que estão desanimadas, sempre digo e repito: não deixem de estudar. Se já pararam, recomecem o mais rápido possível. A melhor imagem que tenho de quem resolve se preparar para conquista da carreira pública é de alguém que entrou na “fila”, pegou uma senha, e aguarda a sua vez de ser chamado – de ser nomeado. Quem espera pacientemente atravessa o portão da entrada para o serviço público.

Em meus artigos e em minhas palestras, digo sempre que inteligência não é o maior diferencial em concurso, mas disciplina é tudo. Durante o tempo em que me preparei, percebi que o estudo para fazer uma prova não é semelhante a uma corrida de velocidade, mas, sim, a uma corrida de resistência. De nada adianta passar de um a três meses estudando 15 horas por dia. O conhecimento (para o concurseiro), assim como o condicionamento (para o maratonista), precisa ser adquirido aos poucos, em um longo período de tempo, para ser bem assimilado.

O candidato que invoca apenas a brilhante inteligência para passar é justamente aquele que subestima a complexidade das matérias e a importância de sempre revisar os principais pontos dos editais. Na maioria dos casos, é vítima da arrogância e do excesso de autoconfiança. Humildade e paciência são armas poderosas para conquistar uma das vagas oferecidas nos certames e fazer sucesso na vida e na profissão.

Confira a lista dos concursos em andamento e seus respectivos editais

Continuar lendo

Publicidade Publicidade