Glauber Braga foi atingido por bala de borracha durante manifestações da última sexta-feira

Divulgação/Agência Câmara

Deputado ficou ferido na perna

 

O deputado Glauber Braga (Psol-RJ) foi atingido por uma bala de borracha enquanto participava das manifestações realizadas na última sexta-feira (28). Em um post publicado na sua página do Facebook, o líder do Psol na Câmara relatou que bombas de efeito moral, de gás lacrimogênio e balas de borracha foram atirados em pessoas que se manifestavam pacificamente. De acordo com ele, “a polícia trabalhou deliberadamente” para acabar com o ato que acontecia na Cinelândia, no Rio de Janeiro.

“O que aconteceu não foi um ato isolado, ou de reação. Antes de qualquer ‘confrontação’, já estavam há muito tempo trabalhando para esvaziar o ato”, ressaltou Glauber Braga em sua página na rede social.

O parlamentar registrou ocorrência na delegacia e, ao chegar em casa, gravou um vídeo explicando como começou o confronto entre a polícia militar e os manifestantes. O deputado citou dois momentos: no primeiro, a confusão em frente à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj); no segundo, um comício realizado já na Cinelândia, onde foi atingido.

“Eles jogaram bombas contra todos. Eles começaram a dirigir bombas contra o palanque. No Rio de Janeiro foi uma ação clara, ditatorial, para fazer com que a manifestação não acontecesse. Repito, manifestação de muitas pessoas, de senhoras”, destacou.

Assista ao vídeo com a declaração do deputado:

Vídeo mostra momento em que bomba de efeito moral cai no meio de manifestantes que cantam o hino nacional:

 

Mais sobre o Brasil nas ruas

Continuar lendo

Publicidade Publicidade