Em dia de tumulto e protesto ao redor do Congresso, caos se instala no plenário da Câmara

Reprodução

Deputados da oposição e da base governista discutem no plenário da Câmara

 

Enquanto do lado de fora do Congresso o clima é de guerra, do lado de dentro, no plenário da Câmara, a situação não é muito diferente. Parlamentares da oposição tentam encerrar a sessão desta tarde e inviabilizam qualquer condição de votação em situações normais. Aos gritos de “Fora Temer”, os deputados cercam a todo o momento a Mesa Diretora, de maneira a pressionar o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Parlamentares repercutem em plenário tensão dos atos contra Temer ao redor do Congresso

Após muito tumulto e ainda sob protestos, o presidente da Câmara tenta ignorar os apelos dos deputados da oposição, que afirmam não ser possível continuar os trabalhos diante do caos instalado do lado de fora da Casa, e reabriu a sessão.

Veja mais no vídeo:

O deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) pediu que Maia encerrasse a sessão e justificou que quando o presidente da Casa soube dos áudios de Temer, logo encerrou a sessão e, no momento atual, se recusa. Jandira Feghali (PCdoB-RJ) também protestou e defendeu que a ordem do dia não fosse debatida nesta quarta-feira (24). A deputada criticou a atuação da polícia e disse que foi vítima da ação policial. A deputada Maria do Rosário (PT-RS) pediu que fosse realizado uma sessão de debates sobre a situação do país.

Do lado de fora, com bombas de efeito moral, a polícia tenta afastar os manifestantes que participam do ato contra o governo do presidente Michel Temer. O tumulto iniciou quando um grupo tentou passar pela barreira de PMs que faziam revista nas pessoas que se aproximavam do Congresso. O grupo destruiu vidraças de pelo menos cinco ministérios, entre eles o da Integração Nacional, o do Trabalho, da Fazenda e o da Agricultura.

Um outro grupo de manifestantes mascarados ateou fogo em um orelhão e em bicicletas de uso compartilhado que ficam próximas aos ministérios. Vários manifestantes estão feridos. Ainda não há um balanço da Secretaria de Segurança Pública do DF sobre a situação. O ministro da Justiça autorizou, nesta tarde, o uso das forças armadas para conter as manifestações do lado de fora.

Veja o protesto dos deputados no plenário:


 

Leia também:
Parlamentares repercutem em plenário tensão dos atos contra Temer ao redor do Congresso

Continuar lendo

Publicidade Publicidade