Definido o júri do Prêmio Congresso em Foco

Paulo Negreiros/Congresso em Foco

Do Psol ao DEM, diversidade marca a escolha dos melhores parlamentares

 

O advogado e consultor empresarial Guilherme Cunha; a auditora de controle externo e ativista de movimentos sociais Lucieni Pereira da Silva; o analista político Antônio Augusto de Queiroz, que acompanha as atividades do Congresso para o movimento sindical; o professor da Universidade de Brasília Ricardo Caldas; e o jornalista Sylvio Costa, fundador do Congresso em Foco, serão os jurados do Prêmio Congresso em Foco 2017

Caberá aos cinco definir os nomes de parlamentares federais que em 19 de outubro receberão o prêmio do júri, por sua atuação durante o presente ano legislativo. Uma outra lista de premiados sairá da votação aberta pela internet, que se realizará entre os próximos dias 1º e 30 de setembro. Também serão colhidos, em votação restrita aos jornalistas, os votos dos profissionais de imprensa que fazem a cobertura do Congresso Nacional. Atualmente em sua décima edição, o prêmio foi criado para homenagear os melhores congressistas do país e enfrentar a ideia de que os políticos são iguais e todos eles desonram o mandato que receberam da população.

Os jurados

Seguindo o que estabelece o regulamento, todos os jurados escolhidos são “cidadãos que, por dever profissional ou de modo voluntário, acompanham regularmente as atividades do Congresso Nacional, e que gozam de boa reputação, reúnem as necessárias qualificações intelectuais, não estão lotados(as) em gabinetes parlamentares nem mantêm vínculos empregatícios com partidos políticos”.

>> No ar, edição histórica do Prêmio Congresso em Foco

Veja o perfil dos jurados:

Antônio Augusto de Queiroz – representante da área trabalhista – jornalista e analista político, é o diretor de documentação do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), entidade mantida pelos sindicatos de trabalhadores. Também colunista do Congresso em Foco , é autor de vários artigos, ensaios e publicações, além dos livros Por dentro do processo decisório – como se fazem as leisPor dento do governo – como funciona a máquina públicaPerfil, propostas e perspectivas do governo Dilma; assim como da série Os cabeças do Congresso,com edições anuais reunindo os parlamentares mais influentes do país.

 

Guilherme Magalhães da Cunha Costa – representante da área empresarial – advogado, com pós-graduação em Assessoria Parlamentar. Iniciou a atuação profissional na área de relações institucionais em 1992, como estagiário da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), onde posteriormente atuou como profissional contratado. Chefiou o escritório da Fiesp em Brasília e também trabalhou na Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) e nos grupos Camargo Corrêa e Galvão. Em 2013, fundou a Progresso Consultoria e Assessoria, que em maio de 2015 fundiu-se com a Dominium Relações Governamentais, primeira empresa do setor a  instituir manual e normas internas de compliance. Desde março de 2016 preside a Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig), organização que representa cerca de 3 mil profissionais no Brasil.

Lucieni Pereira Silva – representante do terceiro setor – é auditora do Tribunal de Contas da União desde 2004. Graduada em Administração de Empresas e pós-graduada em Controle Externo pela Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, foi antes analista de controle externo do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro ((2000 a 2004). Professora de Finanças Públicas, tem forte atuação em entidades e movimentos que defendem transparência e lisura no manejo de recursos governamentais. Atua na defesa permanente da Lei da Ficha Limpa e em várias outras iniciativas legislativas com origem na sociedade. Uma delas resultou na proposta de Eleições Limpas elaborada pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral-MCCE (Projeto de Lei nº 6.316/2013); outra no Projeto de Lei nº 5.208/2016, que permitiu derrubar a MP da Leniência, editada com o propósito de conter a Operação Lava Jato. Presidente da Associação da Auditoria de Controle Externo do Tribunal de Contas da União (Aud-TCU), é ainda diretora da Associação Nacional dos Auditores de Controle Externo dos Tribunais de Contas do Brasil (ANTC).

Ricardo Wahrendorff Caldas –  representante da área acadêmica – possui graduação em Economia (1984) e mestrado em Ciência Política (1989) pela Universidade de Brasília. Obteve o PhD em Relações Internacionais (1994) pela University de Kent,  em Canterbury (Inglaterra). Desenvolveu pesquisas de pós-doutorado na Columbia University, em Nova York; no David  Rockfeller Center for Latin American Studies, em  Harvard; e na Universidade de São Paulo (USP). É professor da Universidade de Brasília, lotado no Instituto de Ciência Política (Ipol). Também é consultor e analista político, com experiência em elaboração de pesquisas, estudo de cenários, acompanhamento das atividades do Congresso e avaliação de políticas públicas. Os seus temas de interesse incluem ainda política externa e pesquisas sobre democracia e corrupção.

Sylvio Costa – representante do Congresso em Foco – é mestre em Comunicações pela Universidade de Westminster, Londres, cidade em que também atuou como produtor free lancer da BBC. Trabalhou em veículos como Folha de S. PauloIstoÉ Zero HoraGazeta Mercantil. Dois dos seus melhores momentos em outras redações ocorreram quando publicou reportagem mostrando as ligações entre a Odebrecht e o então ministro da Fazenda, Eliseu Resende, o que levou à substituição deste por Fernando Henrique Cardoso (IstoÉ, 1993) e ao coordenar a campanha Paz no Trânsito (1996), lançada ao tempo em que foi editor de Cidade do Correio Braziliense. Também atuou como professor universitário, oficial de comunicação do Sistema ONU e produtor cultural. Antes de fundar o Congresso em Foco, criou a agência de comunicação Oficina da Palavra. Ganhou 12 prêmios de jornalismo. É desde abril de 1998 funcionário concursado do Senado, de onde se encontra atualmente em licença sem vencimentos.

O Prêmio Congresso em Foco teve o patrocínio e apoio da AmbevAnabb, Governo de Mato GrossoUberAPCFAnffa SindicalSinprofazAnfipAnadefAMBCiclo de GestãoFebrafiteAbrigOAB-DFSindicato dos Jornalistas

 

Patrocínio:


Apoio:

 

Apoio Institucional:

Continuar lendo

Publicidade Publicidade