Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

Candidato à presidência da Câmara pedala 230 km para pedir bênção divina a deputados

Rosso viaja de bicicleta por 14 horas, entre Brasília e Trindade, cidade da região metropolitana de Goiânia conhecida como a “Capital da fé”, para pedir apoio de Deus. Viagem, segundo ele, é “preparo espiritual para a campanha”

Candidato à presidência da Câmara dos Deputados pelo PSD, o deputado Rogério Rosso (DF) começou sua campanha, literalmente, suando a camisa e bem longe do Congresso Nacional. Rosso foi de bicicleta até a cidade de Trindade (GO), a 230 quilômetros de Brasília, pedir a Deus que abençoe os colegas parlamentares que vão escolher a nova Mesa Diretora da Casa em 2 de fevereiro. Foram mais de 14 horas de pedalada entre a capital federal e a chamada “Capital da fé”, conhecida pelas romarias do Divino Pai Eterno, situada na região metropolitana de Goiânia. Rosso disse ao Congresso em Foco que a viagem foi um “preparo espiritual para a campanha”.

Rosso gravou um vídeo na chegada à cidade goiana e o divulgou em suas redes sociais. O deputado foi acompanhado de amigos. Ele conta que pediu a Deus que ilumine até mesmo seus concorrentes na corrida pela presidência da Câmara dos Deputados. Exaltou também a “coragem” dos que se posicionam como candidatos desde já, em um claro recado ao atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que ainda não oficializou sua pretensão de disputar o cargo novamente. Para Rosso, a eleição para a Mesa este ano terá importância ainda maior, já que, desde o impeachment de Dilma Rousseff, o presidente da Câmara é “praticamente o vice-presidente do país”.

No vídeo, enquanto pedala rumo à Basílica de Trindade, Rosso afirma que pede a Deus para “abençoar todos os parlamentares para que possam escolher com convicção e sabedoria aqueles que vão dirigir a Casa pelos próximos dois anos”.

Veja o vídeo:

Concorrência

Até o momento, além de Rosso, se lançaram como candidatos à presidência da Câmara o líder do PTB, Jovair Arantes (GO) e o deputado André Figueiredo (PDT-CE). Mas o apoio do Palácio do Planalto deve ser dado à recondução de Rodrigo Maia, que enfrenta questionamentos no Supremo Tribunal Federal (STF). O Solidariedade e seus adversários questionam a constitucionalidade de um presidente da Casa concorrer à reeleição em uma mesma legislatura.

Aliados do presidente Michel Temer tentam convencer Rosso a desistir da candidatura. Em julho do ano passado, ele chegou ao segundo turno na disputa com o próprio Rodrigo Maia, mas acabou derrotado. O deputado, que foi o primeiro a demonstrar interesse em concorrer à presidência, já enviou uma carta a todos os colegas em busca de apoio. A sessão para eleição da nova Mesa Diretora será dia 2 de fevereiro, a partir das 9 horas.

Mais sobre Rogério Rosso

Continuar lendo

Curtir Congresso em Foco no Twitter e Facebook:

comments powered by Disqus
Publicidade Publicidade