Bases dos EUA são atacadas no Iraque e tensão mundial cresce

A base utilizada pelos Estados Unidos em Al-Asad foi atingida por vários mísseis nesta terça-feira (7). Segundo a Associated Press, TV estatal iraniana, o Irã é o autor dos disparos. A imprensa local fala em dezenas de mísseis. Até o momento não há informações sobre vítimas.

A base foi visitada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em 2018. O país norte-americano ainda não se pronunciou sobre o assunto.

O Irã havia ameaçado "vingança severa" após a mote de Soleimani, general comandante do grupo de elite do exército revolucionário do país. Especialistas afirmam que ele era mais popular do que o próprio presidente. Milhões de pessoas tem saído às ruas desde a morte do militar.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã de hoje que o Brasil pretende manter as relações comerciais com o Irã e disse que repudia o terrorismo. "Nós repudiamos o terrorismo em qualquer lugar do mundo e ponto final. Temos comércio com o Irã e vamos continuar esse comércio", disse.

> Irã cobra explicações do Brasil sobre apoio aos Estados Unidos

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!