Damares abandona coletiva em silêncio para divulgar campanha

A Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, chamou jornalistas para uma coletiva de imprensa no Palácio do Planalto nesta tarde (25) e abandonou o encontro sem falar nenhuma palavra. Visivelmente emocionada, a atitude da ministra foi premeditada, como parte de uma campanha de combate à violência contra mulher.

> Damares nega 16 reconhecimentos de anistia; pedidos de Lula e Dilma podem ser definidos ainda este mês

Lançada nesta segunda-feira em uma cerimônia que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), a campanha foi batizada de Você tem voz. A atitude da ministra teve como mote mostrar como o silêncio da mulher incomoda, segundo a assessoria de imprensa do Ministério.


Governo não é machista

Após a coletiva de imprensa silenciosa, a ministra se dirigiu ao evento e foi ovacionada pela plateia quando foi chamada ao púlpito. Os espectadores se levantaram, batendo palma e gritando “linda”.

Durante sua fala, Damares elogiou a atuação do governo no combate à violência contra a mulher, tema que, segundo ela, está sendo debatido desde o período de transição. “Essa campanha vem para a gente finalizar o ano dizendo: nenhuma mulher deste país vai ficar para traz. Toda serão alcançadas por políticas públicas e por tudo que este governo está fazendo”, disse.

A ministra também falou que o governo Bolsonaro era um governo de mulheres e, ao citar algumas das ocupantes de cargos estratégicos na esplanada, defendeu o governo não é machista. “Ai dizem por ai que este é um governo machista, pode uma coisa dessa?”, afirmou.

> Ministra Damares Alves é contra censura de beijo gay em revista

> Missionários, cristãos, “antifeministas”: como é o novo Ministério de Direitos Humanos comandado por Damares Alves

Damares AlvesJair Bolsonaroviolência contra a mulherVocê tem voz