Tragédia no RS emociona Dilma, que deixa Chile

Mais de 200 pessoas morreram após incêndio em boate em Santa Maria (RS). Presidenta oferece ajuda para resgatar corpos e tratar feridos. Dilma volta ao Brasil e comitiva de ministros deve chegar à cidade

Depois da tragédia que matou mais de 200 pessoas num incêndio em boate de Santa Maria (RS) na madrugada deste domingo (27), a presidente Dilma Rousseff se emocionou e quase chorou ao anunciar ajuda às vítimas e famílias. A presidenta também cancelou reuniões que teria hoje em Santiago, no Chile, onde participava de encontros com autoridades daquele país.  À tarde, Dilma visitou familiares das vítimas na cidade gaúcha.

Em entrevista coletiva na manhã de hoje no Chile, a presidente explicava aos jornalistas que uma comitiva de ministros se descolaria para a região para prestar ajudar e solidariedade às vítimas e dizia que ela própria estava voltando ao Brasil. Ao fazer uma declaração às famílias, Dilma embargou a voz e teve que encerrar a coletiva antes que começasse a chorar.

“Eu queria dizer também para a população do nosso país e para a população de Santa Maria o quanto, nesse momento de tristeza, nós estamos juntos”, iniciou. “E, necessariamente, iremos superar, mantendo a tristeza... É isso”, continuou Dilma, antes de deixar o local.

Íntegra da coletiva

O incêndio começou às 2h de hoje, segundo o portal UOL. O último balanço aponta que 232 pessoas morreram na boate Kiss, em Santa Maria, a quase 300 quilômetros de Porto Alegre. O delegado Sandro Luís Meinerz, da 3ª Delegacia de Polícia da cidade, disse acreditar que as pessoas morreram asfixiadas pela fumaça, e não queimadas, ao não conseguirem deixar o local.

Atendimento médico

Na coletiva, Dilma disse que não participaria mais das reuniões no Chile. “Quem precisa de mim hoje é o povo brasileiro e é lá que eu tenho de estar”, afirmou. Ela afirmou que o governo vai fazer “mobilização de recursos” para resgatar os corpos e, de forma rápida e eficiente, atender as vítimas feridas.

“O Rio Grande do Sul tem uma estrutura, ali naquela região, de saúde, mas também nós deslocaremos tudo o que for necessário.” O brigadeiro Juni Saito, comandante da Aeronáutica mobilizou pessoal para ajudar a base da FAB na cidade. Dilma já conversou com o prefeito da cidade e com o governador, Tarso Genro. A ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos), que e do Rio Grande do Sul, já está na cidade. O ministro Alexandre Padilha (Saúde) está a caminho, segundo o relato da presidente.

Número impressionante

Vários políticos lamentaram hoje a tragédia em Santa Maria. O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), disse que o número de vítimas "impressiona". Ele prometeu que a Câmara vai se esforçar para amenizar a dor das famílias e para "que tragédias como esta não mais ocorram em nosso país". A assessoria do deputado afirmou que ele irá à cidade.

O líder do PSDB na Câmara, Bruno Araújo (PE), disse que a quantidade de vítimas é chocante. "Estamos todos chocados com a perda de tantas vidas no acidente", disse ele, em comunicado. Sua assessoria afirmou que o deputado "acompanhará a apuração dos responsáveis pela tragédia.

Íntegra da nota de Marco Maia

Nota de pesar
É com enorme tristeza que recebemos a notícia da tragédia ocorrida em Santa Maria onde o número de vítimas impressiona
A Câmara dos Deputados expressa sua solidariedade às famílias num momento tão triste para o Rio Grande do Sul e para o Brasil. Não pouparemos esforços para amenizar a dor que toma conta de mais de duas centenas de famílias e para que tragédias como esta não ocorram mais em nosso país.
Dep. Marco Maia - Presidente da Câmara

Íntegra da nota de Bruno Araújo

O Líder do PSDB na Câmara, Bruno Araújo (PE), lamenta profundamente a tragédia ocorrida na madrugada deste domingo em Santa Maria (RS). "É o momento de todos nós nos unirmos em orações para que os familiares das vítimas sejam reconfortados", afirmou.
"Em nome da minha família, quero dizer aos pais dos jovens que faleceram no incêndio que partilhamos da sua dor e que estamos todos chocados com a perda de tantas vidas no acidente", afirmou Araújo, que disse ainda que acompanhará a apuração dos responsáveis pela tragédia.

A íntegra da coletiva de Dilma sobre a tragédia na boate

Saiba mais sobre o Congresso em Foco (2 minutos em vídeo)

Atualizada às 16h43

Continuar lendo