Os 54 deputados que foram a todas as sessões do primeiro semestre

Além de levar 243 novatos para a Câmara dos Deputados, o discurso de renovação política que pairou sobre as últimas eleições ajudou a aumentar a presença dos parlamentares na Casa. Levantamento realizado pelo Congresso em Foco em parceria com o Instituto OPS explica que 54 dos 513 deputados registraram presença em todas as sessões deliberativas realizadas no plenário no primeiro semestre deste ano. O número representa 10,5% dos eleitos e é maior que o registrado no início da legislatura anterior, quando 44 deputados não levaram falta nos seis primeiros meses do mandato, em 2015.

> Câmara abona 74% das 3,8 mil faltas dos deputados

> Os 11 deputados que mais faltaram em 2019

Segundo a Câmara dos Deputados, os deputados teriam que registrar presença em 86 sessões deliberativas, realizadas ao longo de 59 dos 166 dias do primeiro semestre parlamentar. E 54 parlamentares cumpriram essa obrigação, além de um suplente que participou das 84 sessões realizadas depois que assumiu uma cadeira na Casa – Ted Conti (PSB-ES). São deputados filiados a 18 partidos diferentes que deixam clara a renovação do plenário: 29 dos 54 parlamentares que registraram 100% de assiduidade estão no primeiro mandato.

Entre os novatos que chegaram ao fim do primeiro semestre parlamentar sem levar nenhuma falta estão Adriana Ventura (Novo-SP), Célio Studart (PV-PE), Guilherme Derrite (PP-SP), Rodrigo Agostinho (PSB-SP) e Silvia Cristina (PDT-RO). A Dra. Soraya Manato (PSL-ES) também está na lista, seguindo o exemplo do marido, o ex-deputado Carlos Manato (PSL-ES), que não registrou nenhuma ausência em 12 anos de Casa.

Presidente da comissão especial da reforma da Previdência, Marcelo Ramos (PL-AM) é outro novato que garantiu 100% de assiduidade no primeiro semestre. “Trabalhamos todos os dias, mas temos a obrigação de estar em Brasília só nas terças, quartas e quintas-feiras. Portanto, não vejo sentido em marcar compromisso nesses dias. Posso marcar nas segundas, sextas, sábados e domingos”, explicou Ramos, que colocou a “falta zero” como uma das metas do seu primeiro mandato como deputado federal. “Alguns parlamentares têm um vínculo maior com suas bases eleitorais e precisam estar lá presentes. Mas eu sou um parlamentar ‘parlamentar’, que está no plenário para discutir matérias”, contou o deputado, orgulhoso de dizer que também nunca levou falta quando foi vereador e deputado estadual.

Veteranos que já mostraram compromisso com a agenda de sessões deliberativas na legislatura anterior também seguem na lista dos deputados mais assíduos. Aliel Machado (PSB-PR), Capitão Augusto (PR-SP), Erika Kokay (PT-DF), Fábio Trad (PSD-MS), Lincoln Portela (PR-MG), Marcio Alvino (PR-SP), Miguel Lombardi (PR-SP), por exemplo, não faltaram em nenhuma das sessões do primeiro semestre do ano passado e mantiveram essa marca neste ano. “São tão poucos dias de sessão, três por semana, que é o mínimo que podemos fazer. Chega a ser vergonhoso faltar”, avaliou o Capitão Augusto, que é presidente da bancada da bala e acredita que a experiência militar contribuiu com essa disciplina.

> Só seis deputados foram a todas as sessões da Câmara nos últimos quatro anos

Saíram da lista, contudo, nomes famosos que se orgulhavam do alto número de presenças no plenário da Câmara. Um deles é Tiririca (PL-SP), que passou sete anos de mandato sem levar falta, mas esteve ausente em 18% das sessões realizadas no primeiro semestre deste ano. Entre fevereiro e julho, o deputado registrou uma ausência não justificada e outras 15 que foram justificadas por licenças médicas e decisões da mesa. Alessandro Molon (PSB-RJ) também saiu da relação porque esteve fora em cinco sessões para missões autorizadas pela Câmara. Já Hildo Rocha (MDB-MA) e Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) saíram por faltas não justificadas.

Outros 37 deputados ficaram de fora por terem registrado apenas uma falta no semestre. Entre eles estão Alexandre Frota (PSL-SP), João Campos (PSB-PE) e Henrique Fontana (PT-RS).

Veja quais foram os 54 deputados que compareceram às 86 sessões deliberativas realizadas no plenário da Câmara entre fevereiro e julho de 2019:

DEPUTADO SIGLA UF PRIMEIRO MANDATO?
Abou Anni PSL SP Sim
Adriana Ventura NOVO SP Sim
Adriano Do Baldy PP GO Sim
Aliel Machado PSB PR Não
Amaro Neto PRB ES Sim
Cabo Junio Amaral PSL MG Sim
Capitão Augusto PL SP Não
Capitão Fábio Abreu PL PI Não
Carlos Henrique Gaguim DEM TO Não
Célio Studart PV CE Sim
Charles Fernandes PSD BA Sim
Danilo Cabral PSB PE Não
Darci De Matos PSD SC Sim
Delegado Marcelo Freitas PSL MG Sim
Denis Bezerra PSB CE Sim
Dr. Zacharias Calil DEM GO Sim
Dra. Soraya Manato PSL ES Sim
Eduardo Braide PMN MA Sim
Elias Vaz PSB GO Sim
Erika Kokay PT DF Não
Fábio Henrique PDT SE Sim
Fábio Trad PSD MS Não
Fred Costa PATRIOTA MG Sim
Geovania De Sá PSDB SC Não
Guilherme Derrite PP SP Sim
Gustavo Fruet PDT PR Não
Hermes Parcianello MDB PR Não
João Daniel PT SE Não
João Maia PL RN Não
Joaquim Passarinho PSD PA Não
Jorge Braz PRB RJ Sim
José Nunes PSD BA Não
Lincoln Portela PL MG Não
Lourival Gomes PSL RJ Não
Luiz Lima PSL RJ Sim
Marcelo Ramos PL AM Sim
Marcio Alvino PL SP Não
Margarida Salomão PT MG Não
Maria Rosas PRB SP Sim
Mauro Nazif PSB RO Não
Miguel Lombardi PL SP Não
Osires Damaso PSC TO Sim
Pinheirinho PP MG Sim
Professor Alcides PP GO Sim
Rejane Dias PT PI Não
Rodrigo Agostinho PSB SP Sim
Rose Modesto PSDB MS Sim
Rui Falcão PT SP Não
Schiavinato PP PR Sim
Sidney Leite PSD AM Sim
Silvia Cristina PDT RO Sim
Vaidon Oliveira PROS CE Não
Walter Alves MDB RN Não
Weliton Prado PROS MG Não

 

> Só seis deputados foram a todas as sessões da Câmara nos últimos quatro anos

> José Priante, campeão de faltas na Câmara: “Só vocês estão preocupados”

assiduidadeassiduidade dos deputadosassiduidade no Congressoassiduidade parlamentarCâmara dos Deputadoscapitao augustodeputados federaisMarcelo Ramos