Tabata Amaral é eleita melhor deputada de 2019 pelo júri do Prêmio Congresso em Foco

Estreante na Câmara, Tabata Amaral (PDT – SP) é a grande vencedora do Prêmio Congresso em Foco 2019 na categoria de “Melhores Deputados”. Aos 25 anos, Tabata foi eleita com a bandeira da renovação política e tem sido firme em seus posicionamentos no plenário, mesmo quando é alvo de críticas, como aconteceu na reforma da Previdência. Por isso, foi eleita a melhor deputada do ano pelo júri especializado do Prêmio Congresso em Foco 2019

> Lançamos nosso primeiro crowdfundig. Contribua para o jornalismo independente!

Ao receber o troféu, Tabata disse que quer mais mulheres, jovens e periféricos na política.

“Primeiro agradecer a minha equipe, o Movimento Acredito, ao prêmio Congresso em Foco por acreditar que a política vale a pena. Ontem eu me lembrava que faz três anos que conheci o Congresso Nacional pela primeira vez. O que me levou a política foi a luta pela educação”, disse.

E completou:

“Eu tinha na minha cabeça três anos atrás que era por causa dessa política que esse sonho de Brasil desenvolvido e ético não era possível. Quando decidir me candidatar veio uma senhora e perguntou se eu era mesmo candidata porque eu não tinha o perfil. Não estava escrito que pessoas como eu não podem entrar na política, não estava escrito porque muitas pessoas lutaram antes de mim”.

Ela ressaltou que se vê realizada como deputada federal e se comprometeu a trazer mais diversidade para o Congresso Nacional.

“Aos 25 anos de idade, é o maior privilégio, bênção, honra, acreditar que eu estou exatamente onde deveria estar. A todos os nossos jovens em especial as meninas, a toda população que não se vê no vestibular e nas vagas de emprego. Me comprometo pelo resto da nossa vida para que a gente tenha mais mulheres, jovens e periféricos no Congresso”, declarou.

Nesta 12ª edição do Prêmio Congresso em Foco, o júri especializado, que é formado por representantes de quatro segmentos da sociedade, também elencou como melhores parlamentares do ano os deputados Alessandro Molon (PSB-RJ), Carmem Zanotto (Cidadania-SC), Fabio Trad (PSD-MS), Ivan Valente (Psol-SP), Joice Hasselmann (PSL-SP), Luiza Erundina (Psol-SP), Marcel Van Hattem (Novo-RS), Marcelo Ramos (PL-AM) e Tadeu Alencar (PSB-PE).

Os vencedores do Prêmio Congresso em Foco 2019 foram anunciados em cerimônia realizada na noite desta quinta-feira (19) no Porto Vittoria Espaço de Eventos, em Brasília.

Veja o perfil dos deputados vencedores do Prêmio Congresso em Foco 2019 na avaliação do júri especializado. Eles estão listados por ordem alfabética, com exceção da primeira colocação, que ficou com Tabata Amaral:

Tabata Amaral (PDT-SP)

Formada em ciências políticas pela universidade Harvad é estreante no Congresso. Tabata Amaral vem ganhando destaque nos últimos anos por conta do seu ativismo na área da educação e por conta da participação no Movimento Acredito. Foi a sexta deputada mais bem votada em São Paulo, o estado com a maior bancada na casa.

Alessandro Molon (PSB-RJ)

Professor, iniciou a vida política em 2002 como deputado estadual do Rio de Janeiro. O parlamentar ganhou visibilidade na defesa de pautas ligadas aos direitos humanos, além da fiscalização do Executivo e do próprio Legislativo. Atualmente está no terceiro mandato como deputado federal.

Carmem Zanotto (Cidadania-SC)

Enfermeira, costuma atuar na saúde pública e já foi secretária de Saúde de Santa Catarina. Em 2014, assumiu seu primeiro mandato como deputada federal, sendo reeleita no ano passado.

Fabio Trad (PSD-MS)

Advogado por formação, está no seu terceiro mandato na Câmara dos Deputados representando o estado do Mato Grosso do Sul.

Ivan Valente (Psol-SP)

Deu início a sua trajetória política no movimento estudantil, durante os anos de ditadura militar. Foi líder comunitário e militante do movimento sindical.

Atualmente está no sétimo mandato como deputado federal. Sua atuação no Parlamento tem sido marcada pelas pautas de educação, saúde, reforma agrária, combate à corrupção, gestão ambiental, dívida pública, habitação popular, entre outros.

Joice Hasselmann (PSL-SP)

Jornalista, Joice está no seu primeiro mandato como deputada federal e já é líder do governo do Congresso. Ela ascendeu na política com a bandeira da anticorrupção, dentro do movimento intitulado de “nova política”.

Luiza Erundina (Psol-SP)

Assistente social de formação, foi prefeita de São Paulo com forte atuação na área da educação e ministra-chefe da Secretaria da Administração Federal no governo de Itamar Franco. Atualmente está com 84 anos de idade, no sexto mandato como deputada federal.

Marcel Van Hattem (Novo-RS)

Cientista político e jornalista. Está no primeiro mandato na Câmara dos Deputados, onde tem mantido um forte discurso econômico liberal e defendido pautas ligadas ao empreendedorismo.

Marcelo Ramos (PL-AM)

Advogado. Iniciou sua carreira política em 2000, quando concorreu pela primeira vez ao cargo de vereador em Manaus. Em 2004, conseguiu se eleger como vereador e deu início aos mandatos eletivos. Já foi deputado estadual e no ano passado se elegeu para o primeiro mandato de deputado federal pelo Amazonas.

Tadeu Alencar (PSB-PE)

Foi procurador-geral adjunto da Fazenda Nacional durante o primeiro governo Lula. Em 2007, tornou-se procurador geral do Estado de Pernambuco durante o governo de Eduardo Campos. Atualmente, está no segundo mandato na Câmara dos Deputados, onde é líder do PSB.

O júri

O júri é um dos três filtros do Prêmio Congresso em Foco 2019, junto com a votação da internet e a dos jornalistas. O objetivo do júri é fazer uma avaliação especializada dos parlamentares, de acordo com a visão e o posicionamento de vários segmentos da sociedade.

Por conta disso, o corpo de jurados foi formado com o objetivo de garantir pluralidade na votação dos melhores parlamentares do ano, com representantes de quatro diferentes segmentos da sociedade: o acadêmico, o empresarial, o trabalhista e o terceiro setor, além de um representante do Congresso em Foco.

O Prêmio Congresso em Foco 2019 teve como jurados o cientista político e professor universitário Creomar de Souza; a vice-presidente da Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig), Ivonice Campos; a coordenadora do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Viviane Ponte Sena; o presidente do Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), Ricardo Young; e do editor-executivo deste site, o jornalista Edson Sardinha.

Na avaliação feita pelo júri, os principais critérios levados em consideração foram: assiduidade em sessões deliberativas; participação nos debates do Parlamento; apresentação de propostas legislativas; capacidade de articulação política; combate à corrupção e uso consciente dos recursos públicos; além da defesa da democracia e do desenvolvimento sustentável.

pdtPrêmio Congresso em FocoTabata Amaral