Interesse do cidadão pela política força político a prestar contas, diz presidente da Anadef

Para a nova presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais (Anadef), Luciana Dytz, há uma relação direta entre o interesse da população em assuntos ligados à política e a prestação de contas dos parlamentares. “Quanto mais pessoas se interessarem pela política parlamentar, mais os atores políticos prestarão contas e terão uma atuação mais coerente com os interesses do conjunto da cidadania”, afirma.

Segundo Luciana, iniciativas que estimulam a aproximação entre o eleitor e os seus representantes políticos, como o Prêmio Congresso em Foco 2019, fortalecem a democracia. A Anadef é uma das entidades que apoiam o prêmio. Garanta já o seu lugar na festa de premiação, em 19 de setembro.

“O desinteresse pela política afasta os representados de seu direito e dever cidadão de fiscalização e enfraquece, por consequência, a democracia”, analisa. “Na democracia representativa, o Legislativo é uma das principais expressões e canais de manifestação do soberano, o povo. Está, portanto, no coração da democracia”, complementa.

De acordo com a presidente da Anadef, a valorização das boas práticas no Congresso por meio do prêmio serve de contraponto às narrativas que buscam desvalorizar a política e enfraquecer as instituições democráticas.

“Também é uma resposta objetiva e concreta às generalizações grosseiras e sem base que objetivam promover desconfiança da sociedade e do eleitorado em relação a seus representantes escolhidos pelo voto, gerando abalos nas instituições e nas relações entre os poderes constituídos”, considera Luciana Dytz.

Até o fim do mês, você poderá escolher aqueles deputados e senadores que melhor representam a população no Parlamento e atuam com mais destaque em três áreas temáticas:  Clima e Sustentabilidade, apoiada pelo Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS); Apoio ao Empreendedorismo; e Valorização dos Bancos Públicos, que é assinada pela Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (Anabb).

A seleção na internet é feita de forma paralela à votação do júri especializado e a dos jornalistas que fazem a cobertura do Congresso Nacional. Estão aptos a serem votados apenas aqueles parlamentares que exerceram o mandato por ao menos 60 dias este ano e que não respondem a investigações ou acusações criminais.

> Veja as últimas parciais da votação na internet

Quem apoia o prêmio:

> Veja o regulamento do prêmio

* Larissa Calixto é estagiária sob a supervisão de Edson Sardinha.

 

anabbAnadefdefensores publicos federaisIDSLuciana DytzPrêmio Congresso em FocoPrêmio Congresso em Foco 2019