Segunda, 20 de Fevereiro de 2017

Crise econômica

Eliseu Padilha promete aprovar reforma no primeiro semestre

Padilha diz que ministro da Saúde foi escolhido em troca de votos no Congresso

Em palestra na Caixa Econômica Federal, ministro da Casa Civil contou que o titular da Saúde, Ricardo Barros, do PP, foi nomeado em troca de apoio integral do partido ao governo. “Nosso objetivo era chegar aos 88% de apoio no Congresso”

Continue lendo...
x

Por que não os juros?

“Diante da sem cerimônia com que o governo anuncia a quebra das regras, perguntamos: por que não dar o calote na dívida pública? O calote na dívida pública seria uma quebra de regras tanto quanto a intencionada reforma da Previdência. Só que com efeitos maiores”

Desemprego no Brasil passará dos atuais 11,5% para 12,4%

OIT: efeitos da recessão vão aumentar desemprego mundial em 2017

O relatório conclui que os efeitos da recessão econômica de 2016 no Brasil continuarão em 2017, o que elevará o número de desempregados brasileiros para 13,6 milhões, contra os 12,4 milhões registrados em 2016

Feijão

Inflação fecha 2016 em 6,29%, dentro da meta do governo

Em 2015, a alta dos preços chegou a 10,67%, o maior índice atingido desde 2002. Segundo o IBGE, os alimentos impediram o IPCA de ter uma desaceleração maior. Os preços desse grupo subiram, em média, 8,62% no ano passado

Tânia Rêgo/Agência Brasil

Sem recursos, Uerj pode fechar as portas

Universidade Estadual do Rio de Janeiro enviou ofício ao governador alertando para as dificuldades da instituição. Segundo o texto, se os salários, bolsas e verbas e custeio não forem pagas, “as atividades ficarão impossibilitadas”

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Programa do governo parcela dívidas tributárias em até 96 meses

Receita Federal quer limpar os cadastros dos contribuintes para facilitar a tomada de crédito e, ao mesmo tempo, tentar aumentar as receitas da União em curto prazo no programa de ajuste fiscal

Feliz ano novo. Mas é possível?

“O Brasil vive uma profunda crise de representatividade, econômica, política, institucional, moral e humanitária. Diga-se de passagem, crise construída e que agora será de difícil recuperação”

Presidente

Cármen Lúcia evita bloqueio de R$ 192 milhões de contas do governo do Rio

Valor é relativo a uma dívida do estado com o Banco do Brasil. Na ação civil enviada ao STF, PGE alega que cobrança feita pela União prolongaria as dificuldades de realizar os pagamentos dos salários aos milhares de servidores públicos ativos e inativos

Licitação para compra de lanches e refeições para o avião presidencial, no valor de R$ 1,75 milhão, foi cancelada após críticas sobre pedido de sorvetes importados e creme de avelã

Operações compromissadas: o Häagen-Dazs dos bancos

“Um dos objetivos históricos da República consistiu justamente em eliminar privilégios da realeza. Assim como os sorvetes, cremes e tortas, outras “vantagens” precisam de atenção por parte da sociedade civil. Entram nesse campo, os veículos de representação, os lanches em tribunais, os auxílios-moradias, as seguranças pessoal e domiciliar, etc, etc, etc”

tabela

Dívida dos estados com o Tesouro Nacional soma quase R$ 470 bilhões

São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro são os principais devedores do Tesouro Nacional. Juntos, eles somam mais da metade do endividamento dos estados, com dívidas que somam R$ 350 bilhões. Já Tocantins, Rio Grande do Norte e Amapá são os estados menos endividados

Crise econômica intensa faz real acumular perdas

Salário mínimo será de R$ 937 a partir de domingo

Valor é R$ 8,80 inferior ao aprovado pelo Congresso. Segundo o governo, redução se deve à inflação apurada, menor do que a inicialmente prevista

Contrapartidas foram retiradas pelos deputados na votação final na Câmara

Lei da renegociação das dívidas dos estados é publicada com vetos

Os vetos foram aplicados no capítulo que trata da recuperação fiscal que acabou por retirar, durante o trâmite na Câmara, as contrapartidas a serem feitas pelos estados para a renegociação das dívidas

leg

Desemprego atinge 12 milhões de pessoas e tem maior taxa desde 2012

Índice de pessoas desocupadas entre setembro e novembro chegou a 11,9%. Número de desempregados teve um crescimento de 33,1% em relação ao mesmo trimestre do ano passado, o equivalente a 3 milhões de pessoas a mais em busca de trabalho

Temer garante que há orçamento. Aliados afirmam incoerência quando existe PEC que limita gastos

Temer libera emendas e concede reajustes salariais

Na véspera de seu recesso de fim de ano, presidente tenta agradar base no Congresso e categorias que não tiveram projetos de aumentos aprovados em 2016, informa O Globo. Peemedebista receberá prefeitos que querem antecipar recursos da repatriação

Licitação para compra de lanches e refeições para o avião presidencial, no valor de R$ 1,75 milhão, foi cancelada após críticas sobre pedido de sorvetes importados e creme de avelã

Temer decide vetar parte do projeto que renegocia dívidas dos estados

De acordo com a Casa Civil, um dos vetos será do capítulo relativo à retirada das contrapartidas a serem dadas pelos estados em troca do alongamento de suas dívidas

Temer e Meirelles querem restituir exigência de contrapartidas para renegociação das dívidas estaduais com a União

Temer deve vetar projeto de renegociação das dívidas

Presidente considera que a Câmara desfigurou o projeto que prolonga por até 20 anos o pagamento de débitos com a União ao retirar a exigência de contrapartidas. Caso se confirme, decisão deve afetar estados como Minas, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul

O país apresentou o maior rombo já registrado desde 2001

Setor público tem rombo recorde em novembro, de R$ 39,1 bilhões

O rombo foi puxado pelo deficit recorde do Governo Central (governo federal, previdência e Banco Central), de R$ 39,9 bilhões. De janeiro a novembro, o setor público já acumula um deficit primário de R$ 85,1 bilhões

Deputado diz que Temer vai perder cada vez mais condições de governabilidade

Paulo Teixeira diz que só novas eleições salvam o Brasil: “Tem que mudar a Constituição”

Vice-líder da Minoria na Câmara, petista diz que Temer ficará sem condições de governabilidade e que apenas uma “repactuação de forças” mudará a situação. Veja na pequena entrevista em vídeo concedida ao Congresso em Foco

Definições sobre comissões e pautas pró-governo marcam início do Ano Legislativo

Em 2017, as escolhas ditarão o futuro

“De nada adianta pescar em águas turvas ou apagar o incêndio da crise com gasolina. A proposta de antecipação das eleições presidenciais é inadequada e não contribui para a solução dos desafios que temos pela frente”

Tomaz Silva/ Agência Brasil

Mesmo em crise, Rio, Minas Gerais, Goiás e Rio Grande do Sul têm contas aprovadas por TCEs

Mesmo em situação de calamidade financeira, estados tiveram contas aprovadas por tribunais de contas estaduais. Cortes são responsáveis por zelar pelo bom uso do dinheiro público, mas estão recheadas de indicações políticas. As informações são do jornal O Globo

Presidente diz que inflação dentro da meta vai aumentar poder de compra dos brasileiros

Em pronunciamento de fim de ano, Temer omite Lava Jato e promete Natal melhor em 2017

Em cadeia nacional de rádio e TV, presidente promete derrotar a crise no próximo ano e lista o que classificou como conquistas em seus primeiros meses de governo. Morto há dez dias, Dom Evaristo Arns foi homenageado. Assista ao vídeo e leia a íntegra do discurso

Texto deve tramitar na Câmara em regime de urgência

Projeto de lei da reforma trabalhista começa a tramitar na Câmara; leia a íntegra

Texto autoriza o parcelamento das férias e a jornada de trabalho de até 12 horas por dia. Matéria também altera regras de contratos temporários de trabalho e prioriza o negociado sobre o legislado em relação a alguns direitos

Reduzindo a tensão: Maia ainda tem o apoio do Planalto para comandar a Câmara

Maia vai priorizar pauta econômica na Câmara para diminuir atrito com o governo

Sem saber se continuará no comando da Casa, deputado diz que instalará comissão para analisar reforma da Previdência já no início de fevereiro. Ele se reuniu com o ministro da Fazenda para mostrar sintonia com o Planalto

Homem forte do governo no Congresso, Jucá aproveita ocasião para reforçar apoio a Temer

PMDB se diz entusiasmado com medidas estruturais de Temer

Na esteira do anúncio da minirreforma trabalhista do governo, Jucá, presidente nacional do partido, diz que ações “facilitam o emprego, modernizam as relações de trabalho e devolvem aos trabalhadores recursos para que possam minorar dificuldades”

Publicidade Publicidade