Sábado, 21 de Janeiro de 2017

Todas as postagens de Marcus Pestana

Que venha 2013!

“2012 não terminou bem. O Brasil está perdendo oportunidades, sacrificando o horizonte de médio e longo prazo. Escândalos se sucedem a cada semana. O PIB de apenas 1% e a queda dos investimentos sinalizam tempos difíceis”

Continue lendo...

Curto-circuito político

“Não esclarecer que o contribuinte vai subsidiar o consumidor de energia, ou tentar partidarizar a questão, não é boa prática”

Estado e economia: a marcha forçada para o atraso

“A questão mais importante para a avaliação de um governo é a condução da economia. É o desenvolvimento econômico que gera renda e emprego, sendo o principal instrumento de promoção da cidadania. E aí, PT e PSDB têm visões bastante diferenciadas”

A questão democrática, uma diferença essencial

“A trajetória do PT é um verdadeiro zigue-zague, incoerente e pragmático, envelopado em enxurrada verborrágica torrencial”

O futuro e a reinvenção do PSDB

“A renovação do PSDB não é uma questão etária. A mudança necessária é de métodos, ideias, atitudes, caras, nomes, cultura, estética, estratégias, formas de comunicação e mobilização”

Desenvolvimento, infraestrutura e modelo institucional

“O PT privatiza pouco, mal e com complexo de culpa”

A Usiminas e os riscos da siderurgia brasileira

“Da substituição das importações ao mundo globalizado”

Redução de leitos no SUS: qualificando a informação

“Pode parecer uma heresia afirmar isso, mas nem toda redução de leitos do SUS é necessariamente ruim”

Um balanço das eleições municipais em Minas

“Alguns analistas insistem que a eleição de 2012 preparou o tabuleiro para a eleição presidencial. Como se fossem o prefácio, a antessala da disputa de 2014. Nada mais errado”

Intolerável

“O conceito de Sérgio Abranches do ‘presidencialismo de coalizão’ foi tropicalizado macunaimicamente em ‘presidencialismo de cooptação’”

Recesso parlamentar e autonomia do Congresso

“Precisamos urgentemente mudar a agenda e a dinâmica das relações entre governo e Congresso Nacional”

Mobilização social e resultados da Rio+20

“Diplomatas enxergam sempre a longo prazo e acreditam que as mudanças virão daqui a vinte, trinta anos. O problema é que o horizonte das novas gerações está efetivamente ameaçado. A vida pede socorro”

Soy loco por ti, América: uma história de golpes

“Causa estranheza a velocidade do afastamento de Lugo. Apesar de processado dentro da legalidade, o amplo direito de defesa não foi assegurado”

RDC: Regime da Delta e do Cachoeira

“No Brasil dos nossos dias, contratar sem projeto básico, licitar sem uma especificação límpida e transparente, sem balizamento claro para a precificação e competição, é no mínimo uma temeridade”

Sinal amarelo para a economia brasileira

“Medidas pontuais e tímidas não serão suficientes. É preciso coragem e ousadia”

A banda de música do mensalão

“A esquerda se inseriu na dinâmica da democracia. A percepção de que a liberdade é inegociável é hoje amplamente enraizada. Mas os arroubos autoritários de parcela do PT preocupam”

Juros e poupança na vida das pessoas e do país

“É interessante perceber a evolução ideológica do PT – que não posso deixar de comemorar com uma vitória do PSDB -, abandonando as práticas populistas estatistas a la Evo Morales e Cristina Kirchner”

O cotidiano da vida parlamentar no Brasil

“A maioria da Câmara trabalha muito e é honesta. Mas reconheço que é difícil convencer alguém disso no Brasil de mensalões e cachoeiras de denúncias”

O difícil consenso acerca do Código Florestal

“Perder a razão pela paixão não é o melhor caminho para o diálogo e a construção de soluções”

Democracia, política e ética

“O Brasil não pode mergulhar num mar de desesperança e apatia em relação à sua democracia”

Modernização, infraestrutura e desestatização

“Em vez de migrarmos para a sociedade da inovação e do conhecimento, estamos dando marcha a ré rumo a nosso passado primário-exportador”

A maioria, a minoria e o impasse no Congresso

“Hoje vivemos um verdadeiro ‘presidencialismo de cooptação’. A governabilidade é obtida pela gestão de verbas orçamentárias e cargos, com graves consequências em termos de perda de eficiência”

O municipalismo e o papel dos partidos

“Nenhum outro espaço de exercício do poder e de execução de políticas públicas é tão próximo da população”

Política, economia e o Brasil em 2012

“Maquiavel dizia que o príncipe deveria ter sorte e virtude . No governo Dilma, parece que a sorte está virando e a virtude, faltando”

Publicidade Publicidade