Haddad pede “último gás” a militantes para chegar à frente no segundo turno

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, divulgou um vídeo nas redes sociais em que faz um apelo a militantes e voluntários para que deem "um último gás" e ajudem a candidatura a chegar em primeiro lugar no segundo turno.

"Eu gostaria de pedir, fazer um apelo, nesta reta final, vamos dar um último gás aí, bacana, chegar em primeiro no segundo turno, que isso pode nos dar a vitória", pede o petista. Assista:

Haddad agradece aos militantes do partido e de apoiadores de sua candidatura. Leia a íntegra da mensagem do candidato:

"Eu queria fazer um agradecimento e um apelo aos nossos voluntários e militantes, que estão o dia todo trabalhando pela nossa candidatura, pelo sucesso do nosso projeto, não teria chegado até aqui sem vocês. Vocês sabem disso, e eu sei disso. Então eu gostaria de pedir, fazer um apelo, nesta reta final, vamos dar um último gás aí, bacana, chegar em primeiro no segundo turno, que isso pode nos dar a vitória. Conto muito com vocês, voluntários e militantes do PT, próximos à nossa candidatura, vocês estão fazendo muita diferença. Obrigado por tudo até aqui. Vamos juntos até a vitória."

O ex-prefeito de São Paulo assumiu a cabeça de chapa petista em 11 de setembro, no lugar do ex-presidente Lula, que teve o registro de sua candidatura rejeitado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Lula está inelegível com base na Lei da Ficha Limpa, que proíbe a candidatura de quem tenha sido condenado por órgão colegiado.

O ex-presidente foi condenado no início do ano pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) a doze anos e um mês de prisão em regime fechado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Desde que assumiu a chapa, Haddad vem evoluindo nas pesquisas de intenção de voto. O último levantamento do Datafolha, divulgado na sexta-feira (28), mostrou o petista em segundo lugar isolado, com 22% das intenções de voto. Em 14 de setembro, quando foi divulgada a primeira pesquisa Datafolha após Haddad assumir a candidatura, o petista tinha 13%, empatado com Ciro Gomes (PDT). Em 21 de agosto, seu nome era preferido por apenas 4% do eleitorado. Em pouco mais de um mês, Haddad subiu 18 pontos percentuais.

Neste domingo, levantamento da CNT/MDA já mostra o candidato petista empatado tecnicamente com Jair Bolsonaro (PSL).

O Ibope também mostra a evolução de Haddad. Antes de assumir a chapa petista, o ex-prefeito de São Paulo marcava 8% das intenções de voto. Em 26 de setembro, quando foi divulgada a última pesquisa Ibope, o candidato já pontuava 21%.

O primeiro turno das eleições será realizado no próximo domingo, 7 de outubro. Três dias antes, em 4 de outubro, as propagandas eleitorais na TV e no rádio deixam de ser exibidas. O último debate com presidenciáveis, promovido pela TV Globo, é realizado neste dia. A campanha eleitoral se encerra na véspera da eleição, em 6 de agosto, quando a distribuição de material gráfico, caminhadas, carreatas e o uso de carro de som transmitindo jingles ou mensagens de candidatos não poderão mais ser realizados.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!