Com dinheiro na cueca, irmão e secretários de prefeito candidato à reeleição são presos

A Polícia Civil do Ceará prendeu neste sábado em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza, cinco homens que portavam grande quantidade de dinheiro entre a calça e a cueca. Entre eles, Miguel Carolino de Amorim, irmão do prefeito e candidato à reeleição Naumi Amorim (PSD). O irmão do prefeito e quatro secretários municipais de Caucaia foram conduzidas à Polícia Federal. Eles estavam em um grupo de apoiadores de Naumi. A suspeita dos policiais é de que o dinheiro seria usado na compra de votos.

Segundo o jornal O Povo, de Fortaleza, os suspeitos também levavam objetos e listas de nomes. O valor apreendido não foi informado pela Polícia Civil nem pela PF.

Cid Gomes pede ao PT que não lance candidato ao Planalto em 2022

No vídeo do flagrante aparece Antonio Uedson da Silva, procurador-geral adjunto do município de Caucaia, sendo abordado com maços de dinheiro no cós da calça. Além do irmão do prefeito também estão Carlinhos Gomes, vice-presidente da Autarquia Municipal de Trânsito, o secretário de Patrimônio, Assis Medeiros, e Warner Gomes, secretário de Obras.

As imagens abaixo são do canal do Youtube TV Legnas:

O Congresso em Foco não conseguiu contato com os suspeitos. O espaço está aberto para manifestação deles a qualquer momento.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social confirmou o procedimento e informou que a Polícia Civil abordou um veículo suspeito, no Parque Potira, em Caucaia, e apreendeu dinheiro e objetos que dão indício de crime eleitoral. O advogado dos detidos deixou a sede da Polícia Federal sem dar declarações, de acordo com O Povo.

Naumi tem o PDT de Ciro e Cid Gomes na coligação. Apesar disso, Ciro Gomes contrariou o próprio partido e fez um vídeo no primeiro turno apoiando a candidatura de Elmano de Freitas (PT). O prefeito de Caucaia é filiado ao PSD, que regionalmente é controlado pelo grupo político de Domingos Filho, ex-vice-governador do Ceará, e pai do deputado federal Domingos Neto.

O concorrente do prefeito, Vitor Valim, é apresentador de um programa policial na TV Cidade, afiliada local da Record no Ceará. De oposição aos Ferreira Gomes  e próximo politicamente de Capitão Wagner, candidato a prefeito de Fortaleza, Valim é apoiador de Jair Bolsonaro e já o entrevistou quando ele era candidato a presidente em 2018.

PSDB, PT, DEM e Psol se unem contra candidato de Bolsonaro em Fortaleza

Continuar lendo