Congresso em Foco

Sergio Takemoto é presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) [fotografo] Augusto Coelho/Fenae [/fotografo]

Privatizações descabidas: precisamos continuar vigilantes ao que é do Brasil

18.11.2020 18:03 15

Publicidade

15 respostas para “Privatizações descabidas: precisamos continuar vigilantes ao que é do Brasil”

  1. Elena disse:

    Fazendo uma analogia com o caso que está acontecendo no Amapá: “UMA EMPRESA PRIVADA CAUSA APAGÃO NO AMAPÁ E TODOS OS BRASILEIROS PAGARÃO A CONTA. O LUCRO É PRIVATIZADO E O PREJUÍZO É SOCIALIZADO.” Deu para entender?

  2. Jorge Teixeira Carneiro disse:

    Descabida é essa cambada de parasitas de sindicatos.
    Os serviços da Caixa Econômica Federal são uma m3rd@.
    Deixei de ser cliente por causa disso.
    O sistema vive fora do ar e Caixa já tem o habito de colocar gente na fila na calçada muito antes da pandemia de Covid 19.
    È o banco pioneiro em tratar mal o cliente.
    Aliás, banco não, tamburete.
    Cabide de empregos.
    E isso aqui não era um blog para acompanhar o dia a dia do Congre$$o?

    PELEGOS!

    • Rodrigo Homer disse:

      Graças a Deus vc deixou de ser cliente. Caso eu mude de estado, não corro o risco de ter que te atender numa agência, kkkkkkkkkk.

      Mas vou pontuar umas coisas para vc. Se o sistema é ruim, isso aí é coisa lá do alto escalão, ali sim vc até pode dizer que existe cabide de empregos, no alto escalão. Nas agências, eu gostaria de saber onde tem esse “cabide”, pois o que mais falta é gente para atender, braço, funcionário… e vai piorar com o próximo PDV.

      Vamos privatizar a Caixa? Vamos! Daí manda pro Itaú, pro Safra, pro Santander e Bradesco a galera que vai receber benefícios sociais, auxílio emergencial, FGTS, seguro desemprego, arrumar cadastro do PIS…pergunta se algum banco quer uma bucha dessas…

      • Jorge Teixeira Carneiro disse:

        Faço questão de não ser atendido por você.

        BANCO LIXO.

        • Rodrigo Homer disse:

          Te atenderia com a maior presteza e educação, embora contra a minha vontade, hehehehehehe

          • Jorge Teixeira Carneiro disse:

            Fui transferir a minha conta da agência Cabo Frio para a agência Rionorte, peguei uma senha e esperei por DUAS horas sentado.
            Ninguém me chamou para me atender.
            Agência Cabo Frio —> LIXO bota os velhinhos aposentados no meio da rua.
            Agência Rionorte —-> LIXO um monte de gente conversando, um monte de gente olhando tela de computador e as pessoas esperando.

            CAIXA ECONÔMICA FEDERAL —> TAMBURETE

          • Rodrigo Homer disse:

            O fato de não ter cliente na sua frente não quer dizer que vc não está trabalhando. O problema do brasileiro é ser metido a entendedor de tudo sem o ser, daí gosta de dar pitaco no serviço dos outros. Existem N demandas a serem resolvidas por dia, além do atendimento presencial, muito por conta desse “sistema lixo” que vc descreveu e que afeta o nosso dia a dia também. Só que isso foge ao controle de quem está ali na linha de frente.

            Ninguém deixa cliente esperando de propósito, não tem o menor sentido isso, cara. Vc acha que alguém pensa assim “ah, vou deixar todo mundo esperando porque eu gosto de ser xingado e sair tarde do banco”?

            Mas claro que existem bons e maus profissionais, assim como em toda profissão e toda empresa.

          • Jorge Teixeira Carneiro disse:

            Na agência Rionorte tinha uns 4 funcionários no atendimento olhando pra tela do computador.
            E eu sentado SOZINHO nas longarinas, com a senha na mão, esperando para ser atendido, perguntando ao ao vigilante se iria demorar muito.
            Depois de 2 horas, eu me levantei e fui embora.
            Pedi a migração da minha aplicação da Caixa para o Itau.
            Nunca mais voltei lá.
            BANCO LIXO, bem a cara de sindicato.

          • Rodrigo Homer disse:

            Não estava lá para saber de fato o que aconteceu mas partindo do princípio da boa fé e considerando como verdade o que vc me relata, existe ouvidoria na Caixa também. E resolve porque eu já vi gerente se descabelando para tentar reverter “ponto negativo” que a agência toma por conta de reclamação.

          • Jorge Teixeira Carneiro disse:

            Caí na Caixa de paraquedas ao abrir uma conta para receber de volta um dinheiro de uma arrematação de um apartamento na justiça trabalhista de Cabo frio cujo leilão foi anulado. Fiquei um tempo aplicando em LCI esperando uma nova praça do leilão. Quando a nova praça aconteceu, o imóvel tinha sido avaliado pelo dobro. Então resolvi transferir a conta para a agência mais próxima da minha casa. Esperei 2 horas e ninguém apareceu. Olha que BANCO LIXO, a minha conta era de aplicação e tinha mais de 600 mil aplicados.
            Funcionário da Caixa C@G@ E ANDA PARA DESEMPENHO.

          • Rodrigo Homer disse:

            Se vc acha que não existe avaliação por desempenho na Caixa, está redondamente enganado. Principalmente gerentes correm o tempo todo para serem bem avaliados já que suas funções dependem disso. Agora, dependendo de sua tratativa também, não espere “ser lambido” pois ninguém está ali para isso. Talvez seja até esse o problema, na Caixa normalmente o funcionário responde de igual para igual quando chegam “metendo a mala”, como dizemos por aqui e isso muito cliente não gosta…por isso preferem o Bradesco, o Itaú e afins, pois lá pode até cag@r na cabeça do gerente que ele é obrigado a ficar calado, né? Quem tá acostumado a falar o que quer, todo mundo ficar quieto e ficar por isso mesmo, realmente não pode ter conta na Caixa.

            Mas como te falei, bons e maus funcionários existem em todo lugar. Se vc se achou e realmente foi desrespeitado, tem todo o direito de reclamar e não tiro sua razão, era só lançar mão de uma reclamação na ouvidoria e pode ter certeza de que sobraria para alguém lá na agência onde ocorreu este fato que me relata.

          • Jorge Teixeira Carneiro disse:

            Não desrespeitei ninguém.
            Não tinha ninguém para ser desrespeitado.
            Cansei de esperar, amassei a senha, levantei e fui embora.
            Dei tchau para o guarda.
            PÉSSIMO

          • Rodrigo Homer disse:

            Deveria ter feito ouvidoria, como disse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via