Congresso em Foco

O exercício regulamentado das profissões sob tutela do Sistema Confea/CREA é essencial para a segurança [fotografo] Divulgação Confea/CREA [/fotografo]

PL que criminaliza exercício ilegal da engenharia está há 19 anos na Câmara

25.03.2021 16:43 4

Publicidade

4 respostas para “PL que criminaliza exercício ilegal da engenharia está há 19 anos na Câmara”

  1. Henry disse:

    Pelo visto é interessante que obras e serviços de engenharia continuem não sendo conduzidos/administrados/supervisionados pelos profissionais do sistema CREA/CONFEA… porque aí, os prédios caem, os viadutos desabam, muitas pessoas morrem e a TV Globo e afiliadas continuam tendo o que mostrar na hora do almoço: corpos sendo retirados dos escombros, inclusive de crianças e seus pais…
    Parece que a falta de criatividade da Globo de uns 20 anos para cá, está motivando que ela só mostre essas tragédias, porque coisas boas, sadias e saudáveis, pelo visto, não dão mais Ibope… aí, ela só mostra essas tranqueiras, essas tragédias humanas…
    Não.. a culpa do prédio cair não é da Globo.. a sua culpa é única e exclusivamente fazer dessa tragédia a única forma com que ela atualmente consegue ter alguma audiência…
    Se a Globo fosse uma televisão minimamente séria, estaria cobrando dos políticos, neste exato momento, a análise/aprovação do PL que criminaliza o exercício ilegal da profissão de engenheiro.. assim como de diversas outras, tal como médicos, sem especialização em cirurgia plástica, que aplicam produtos e/ou adotam procedimentos médicos, para os quais não são treinados, e causam a morte de tantas mulheres…
    Outro exercício ilegal da profissão, são os comentaristas de muitas televisões, que agora se acham médicos com especialidade em infectologia e em tratamento no setor de urgências, aí, criticam médicos que estão fazendo seu melhor, na linha de frente e tentando salvar vidas de pessoas com COVID-19…
    Não vi até hoje a Globo condenar ou levantar qq suspeita contra o comportamento da China de esconder o que realmente ocorreu em Wuhan…
    Enfim… congressistas não estão nem aí para o exercício ilegal da profissão….
    Será que eles têm medo que o rol taxativo cresça muito e acabe determinando que exerce ilegalmente a profissão o político que descumpre tudo o que prometeu aos seus eleitores e que lhe deram um mandato para fazer o prometido ???
    De repente é isso….

  2. Fabio Martins disse:

    Desde quando essa corja age em prol de interesses que não sejam os deles próprios? No segmento em que atuo, aguardei por quase 10 anos a ida a plenário um projeto que permitiria isenção de impostos para aquisição de equipamentos que não são produzidos aqui, para que enfim possa exercer meu ofício, assim como outros estimados 17 milhões de profissionais do meu setor, que até 2018 (os dados estão defasados) gerava quase 30 bilhões de reais em renda e RECEITA para o governo, e o projeto tá lá, esquecido, não anda, ninguém lembra, ninguém cobra (eu cobro, por meio de associação setorial específica), mas pra aumentar o próprio salário, ou mais recentemente para blindar ainda mais seus crimes cometidos, eles aprovam tudo em tempo recorde!

    Sem contar a burocracia ridícula deste país, a carga tributária indecente, tudo isso colabora para a desindustrialização do país, que não tem como competir com a indústria das grandes nações. Ok, antes esse era o maior problema em muitos setores. Agora, quase tudo que seja manufaturado vem de fora, com cotação em dólar. Hoje, sou obrigado a pagar quase o triplo do que já pagava BEM CARO até três anos atrás por qualquer equipamento necessário para exercer meu ofício em minha empresa!

    E ainda tenho que aguentar ver essa massa descerebrada se estapeando pra defender certos políticos com mais afinco do que defenderiam a própria mãe…

  3. Jorge Teixeira Carneiro disse:

    Se tiverem interesse em ler do que se trata, aqui está o link:

    https://novoportal.crea-rj.org.br/pjonline/

  4. Jorge Teixeira Carneiro disse:

    Não sei qual a utilidade disso.
    Tem um monte de pessoas que fazem o curso de ”perito judicial” ministrado dentro do Crea e depois saem dando palpite na área de engenharia.
    O próprio CREA dá um diploma que capacita esses leigos para atuarem como peritos judiciais.
    O critério para uma pessoa ser nomeada ”perito técnico judicial” é a ”amizade e confiança do juiz” e não a formação na área.
    Os juízes nomeiam quem eles querem.

    Basta fazer um cursinho de 2 ou 3 meses homologado e ministrado pelo próprio CREA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via