Congresso em Foco

Navio do Greenpeace no Twitter [fotografo]Reprodução/Twitter[/Fotografo]

Ricardo Salles se livra de queixa-crime do Greenpeace no STF

26.11.2020 19:01 6
Atualizado em 21.06.2021 11:49

Publicidade

6 respostas para “Ricardo Salles se livra de queixa-crime do Greenpeace no STF”

  1. Jorge Teixeira Carneiro disse:

    A indústria petrolífera russa está poluindo os mares.
    A indústria siderúrgica chinesa está poluindo a atmosfera.

    Mas isso não interessa, né?

      • Jorge Teixeira Carneiro disse:

        Google um botãozinho com lupa na parte de cima do computador.
        Faltou também falar da indústria indiana.

        • Emerson disse:

          Já usei e não deu certo. Deve ter um Google só pra você.

          • Jorge Teixeira Carneiro disse:

            FONTE: Revista Piauí (publicação de nossa estima) Ed. 91 – Abril 2014

            EDIÇÃO 91 | Abril_2014

            Os dias enfumaçados numa das cidades mais poluídas do planeta

            Ian Johnson

            O governo chinês tem debatido mais
            abertamente o problema da poluição, depois de chegar à conclusão de que
            essa é uma das poucas questões capazes de provocar o desagrado de
            setores amplos da população, de todas as classes e etnias FOTO: CHINA PHOTO PRESS_GETTY IMAGES

            Na arquitetura tradicional chinesa, os princípios do feng shui recomendam
            que as casas sejam guarnecidas de um pequeno muro a poucos metros da
            entrada, como proteção contra energias maléficas. Mas na cidade de
            Handan essas muretas passaram a servir de anteparo para as nuvens da
            fumaça acre e malcheirosa que exala das fábricas. Numa noite de verão em
            Sihoupo, bairro de 300 habitantes na Zona Oeste de Handan, as labaredas
            amarelas de uma fábrica de coque – derivado de carvão empregado na
            produção do aço – irrompiam no céu, saturando o ar com o cheiro de ovo
            podre. Para se obter o coque, concentra-se carvão betuminoso em tijolos,
            que então são usados como combustível dos fornos em que o ferro é
            fundido em aço. O processo também lança partículas cancerígenas na
            atmosfera. “Não podemos abrir as janelas à noite”, disse Hu Xuhui, um
            homem de 60 e tantos anos que mora em frente à fábrica. “Se os dias já
            são ruins, as noites são piores ainda.”
            Handan, situada a 400 quilômetros a sudoeste de Pequim, tem um núcleo
            urbano de 1,4 milhão de habitantes e um vasto cinturão rural que conta
            com mais 8 milhões de pessoas. Fica ao lado das montanhas de Taihang, um
            maciço escarpado com picos pontiagudos que se espraia dos arredores de
            Pequim, no norte, até as bacias hidrográficas da fértil região sul do
            país. Durante milênios essas montanhas foram cenário de lendas e da
            história. Na mitologia chinesa, elas são a morada da deusa Nüwa, a
            criadora dos seres humanos; na história, com seus desfiladeiros
            estreitos, sempre estiveram nos cálculos de estrategistas militares.
            Hoje, graças às ricas jazidas de carvão e minério de ferro, as montanhas
            constituem importante centro da siderurgia no cenário global. Uma das
            províncias que fazem fronteira com o maciço de Taihang é Hebei, onde se
            estende Handan; só essa região responde por 10% da produção de aço em
            todo o planeta.
            Embora a poluição em Pequim tenha atraído a atenção do mundo todo nos
            últimos anos, o dano ambiental é muito pior nas cidades industriais de
            menor porte. Segundo dados do governo, das dez cidades mais poluídas da
            China, sete ficam na província de Hebei, e Handan é uma delas. Nos dias
            ruins, não se consegue enxergar o outro lado de uma estrada de quatro
            pistas.
            Ativistas e economistas vêm alertando, há décadas, que o boom econômico
            da China está arruinando o meio ambiente e criando sérios riscos à
            saúde. Um estudo recente relatou que em 2010 a poluição do ar contribuiu
            para 1,2 milhão de mortes prematuras no país – quase o dobro do número
            de baixas por malária em todo o mundo. Outro relatório observou que a
            poluição causada pelo processamento de carvão reduz em cinco anos e meio
            a expectativa média de vida no norte do país.

            Continue a ver lá no no site do Pauí….tem muito mais

          • Jorge Teixeira Carneiro disse:

            FONTE: Agência Reuters 04/06/2020 14h43

            Vladimir Putin declara estado de emergência na Sibéria após vazamento de diesel em rio
            Produtora da cidade de Norilsk deixou derramar 20 mil toneladas de combustíveis.

            Por Reuters

            Atualizado há 5 meses
            Socorristas
            bombeando poluições de um grande derramamento de diesel no rio
            Ambarnaya, na Rússia — Foto: Yuri KADOBNOV / Marine Rescue Service / AFP
            Socorristas
            bombeando poluições de um grande derramamento de diesel no rio
            Ambarnaya, na Rússia — Foto: Yuri KADOBNOV / Marine Rescue Service / AFP
            O
            presidente Vladimir Putin, da Rússia, declarou estado de emergência na
            cidade de Norilsk, na região de Krasnoyarsk, na Sibéria, após um enorme
            vazamento de combustível no rio Ambarnaya.
            Um tanque de combustível
            de uma usina elétrica da região industrial perdeu pressão na última
            sexta-feira, 29 de maio, e vazou 20 mil toneladas de combustíveis e
            lubrificantes, segundo informações do comitê de investigação do país.
            O
            órgão ambiental responsável pelo estado disse que 15 mil toneladas de
            produtos pretolíferos penetraram no sistema fluvial e outras 6 mil no
            subsolo. Segundo a agência nacional de pesca, o rio necessitará de
            décadas para se recuperar do impacto.
            Tanque de usina vazou 20 mil toneladas de combustíveis e lubrificantes na Sibéria
            Tanque de usina vazou 20 mil toneladas de combustíveis e lubrificantes na Sibéria
            O diesel era armazenado para manter as operações em caso de interrupção do fornecimento de gás.
            Com
            o derramamento, uma grande extensão de água vermelha pode ser vista de
            costa a costa do rio em imagens aéreas divulgadas nesta semana. Em 2016,
            o rio Daldykan havia ficado vermelho e a suspeita também foi a de
            vazamento de minério.
            A cidade de Norilsk tem 180 mil habitantes e
            está a 300 quilômetros adentro do Círculo Polar Ártico. Ela está
            construída em torno da Norilsk Nickel, a maior produtora de níquel e
            paládio do mundo. A empresa buscou especialistas em Moscou para tentar
            impedir uma maior contaminação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via