Congresso em Foco

Mico-Leão-Dourado Arquivo/Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Preservação do Mico-Leão-Dourado nunca foi trapaça e contribui com o desenvolvimento regional

30.04.2019 07:59 3

Publicidade

3 respostas para “Preservação do Mico-Leão-Dourado nunca foi trapaça e contribui com o desenvolvimento regional”

  1. Ayrton Violento disse:

    Trabalho com Turismo EcoRural na Fazenda dos Cordeiros que está alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pela ONU para 2030.
    Visando sua sustentabilidade econômica, produzimos mudas de Mata Atlântica, cultivamos orquídeas e trabalhamos com agricultura orgânica. .
    Harmonia com a natureza, preservação cultural e respeito a vida no campo como ela é, são nossos lemas e deveriam ser seguidos pelas pessoas eleitas, por nos, no Congresso.
    Só conseguimos ser sustentáveis em Silva Jardim porque existe o Mico Leão Dourado e existe também uma Associação que se ocupa, intensivamente, da preservação da espécie por mais de 25 anos.
    Vamos, no mínimo, respeitar quem está trabalhando por um mundo melhor.

  2. Renato Vianna disse:

    Tenho uma propriedade na região de Silva Jardim e sou testemunha do trabalho incansável e dedicado da Aassociação do Moco Leão Dourado na proteção das florestas, da fauna e da agroecologia. Trapaça é de quem quer desconstruir toda uma consciência de proteção ambiental por ignorância e interesse econômico

  3. Mauro Iesus Paes disse:

    O Comitê das Agendas 21 da Região Centroleste Fluminense – ComARC que reúne 14 Fóruns Locais Permanentes, num território com cerca de três milhões de habitantes, expressa sua solidariedade à Associação Mico Leão Dourado – AMLD, membro fundador do nosso Fórum no Município de Silva Jardim, RJ, em repúdio às afirmações falsas e irresponsáveis dos Senadores Flávio Bolsonaro e Márcio Bittar, cuja audaciosa ignorância não só desconhece ou, por algum motivo nocivo, pretende descredenciar o trabalho sério de uma instituição que vem notadamente conquistando, cada vez mais, a confiança e o apoio efetivo de renomadas entidades internacionais para sua luta pela preservação de uma espécie, cuja situação de ameaça de extinção se baseia em dados absolutamente científicos e não em “trapaças”, como declararam aqueles que deveriam representar o nosso povo no Senado. É com extremo pesar que lamentamos constatar o desprezo de autoridades do mais alto escalão de nosso Poder Legislativo pelo sucesso incontestável de uma organização sem fins de lucro que conseguiu transformar sua luta em símbolo do potencial humano para reverter sua influência degradadora na Natureza. Símbolo, esse, reconhecido pela comunidade científica doméstica e internacional e capaz de entusiasmar, com seu exemplo, pessoas e entidades que acreditam nesse potencial, mundo afora, a ponto de, orgulhosamente, merecer estampar nossa própria moeda, na nota corrente de 20 reais. E é com extrema preocupação que observamos o evidente despreparo desses parlamentares para lidar com as questões inerentes à importantíssima posição que lhes foi confiada pelo voto de pessoas que, certamente, esperam muito mais reconhecimento e responsabilidade, em respeito ao pouco que ainda se faz de sério e legítimo em nossa Nação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via