Congresso em Foco

Bolsonaro durante abertura da cúpula dos Brics, realizada em ambiente virtual [fotografo] Marcos Corrêa/PR[/fotografo]

Brasil divulgará países compradores de madeira ilegal, diz Bolsonaro

17.11.2020 10:41 15

Publicidade

Publicidade

15 respostas para “Brasil divulgará países compradores de madeira ilegal, diz Bolsonaro”

  1. Antifascista disse:

    Com esta declaração, Bozo assina diploma de jumento, dá um tiro no próprio pé e mente: 1) País algum compra madeira ilegal, só empresas. 2) Se venderam madeira ilegal brasileira, foi por conivência, incompetência, omissão e/ou negligência do (des) governo federal (MMA/Ibama) responsável pela fiscalização e combate aos madereiros; 3) Os compradores de madeiras ilegais são exclusivamente brasileiros; 4) A mando do Sabotador-mor da República, o MMA exonerou fiscais do Ibama que combatiam madereiros ilegais na origem e nos portos, fornecendo o Documento de Origem Florestal sem verificar a origem, descredenciando nossas madeiras. Os compradores internacionais só compram madeira de certificadoras independentes como a FSC. Com isto o Pr ofende nosso parceiros e investidores internacionais isolando o país e nossos produtos, prejudicando a nossa capenga economia, nossos exportadores e gerando mais desemprego. Impeachment Já !

  2. Debora de Oliveira disse:

    O governo precisa tomar medidas rigorosas contra os vendedores de madeira brasileira que estão aqui no Brasil.

  3. Edison Sampaio disse:

    Para mim, essa é mais uma tola bolsonarice. Melhor ele faria se divulgasse q decidira voltar a equipar os órgãos de fiscalização ambiental, desmantelados por obra e graça de Ricardo Salles.

  4. Rodrigo Homer disse:

    Que ótimo! Quer dizer que agora temos uma confissão definitiva de que VENDEMOS madeira ilegal e o governo é conivente, já que sabe e tem uma “lista” de quem compra, confessando por tabela, a ingerência sobre o meio ambiente. E vão usar a lista pra fazer chantagem, hein, kkkkkkkkk.

    Que bonito…é o mesmo que ir a uma delegacia denunciar que estão comprando drogas…de você. O presidente agora cag0u, sentou em cima e saiu escorregando, kkkkkkkkk

  5. Felix disse:

    Não são países que importam, mas empresas privadas. Mesmo assim é bom denunciar porque países têm o dever de inspecionar as importações de madeira. Será que vêm com selo verde falsificado? Isso não isenta o Brasil, que tem que coibir o desmatamento mas está fazendo e estimulando o contrário. (Aliás, há anos vi um programa televisivo que tinha pesquisado o destino da madeira clandestina e a maioria ia para a construção civil brasileira.)

    • Leonardo Milani disse:

      Será que ele vai denunciar o Brasil também? 😉

    • Antifascista disse:

      Não confunda madeiras certificadas por empresas certificadoras isentas, independentes e de lisura e competência reconhedida internacionalmente como a FSC – Forest Stewardship Council , com o sabotado Documento de Origem Florestal preenchida por fiscais do Ibama que foram exonerados e agora não mais preenchido na origem e sim nos portos e aeroportos e fronteiras. Os compradores estrangeiros oriundos de paises desenvolvidos não compram madeira que não for certificada pela FSC e as ilegais são consumidas totalmente no Brasil. O MPF processou o Salles, pediu impeachment dele mas o judiciário negou. Nossa justiça é muito conivente com o desgoverno. A farra do desmatamento ilegal esta sendo “financiada” pelo Salles e Pr. Os próprios fiscais do Ibama denunciaram as fraudes em burlar a fiscalização e liberar as madeiras ilegais mas nada disto adiantou. País entregue aos bandidos ambientais, politicos corruptos e judiciário omisso e conivente.

  6. Nas declarações do presidente, uma confissão implícita da má condução politica do meio ambiente .Já a provável hipocrisia dos críticos da politica ambiental do Brasil não justifica a manutenção dos erros aprofundados no governo Bolsonaro. Cortem os erros pela raiz , e tudo mais estará estará estancado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via